Palco de “constantes acidentes”, acesso às barquinhas em Juazeiro deverá passar por reestruturação, garante prefeitura

2

Não é de hoje que o acesso às barquinhas, na Orla de Juazeiro (BA), é alvo de reclamações. Na tarde desta quinta-feira (12), uma mulher ficou ferida após escorregar e cair. Ela ficou com ferimentos na boca e machucou parte do rosto, além de sofrer arranhões nos braços. Socorrida por populares, a mulher foi encaminhada à uma unidade de saúde.

No local, a reportagem deste Blog colheu depoimentos de usuários, que informaram que acidentes são constantes no trecho, que está deteriorado. “Já vi um senhor cair quando descia rápido para pegar a barca. Eu acho que essas pedras soltas ainda vão provocar mais acidentes”, comentou Rejane Alencar, em entrevista a este Blog.

Outra que presenciou o acidente de hoje foi a comunitária Marta de Souza. Ela solicitou melhorias para o local. “Por pouco a mulher não sofreu algo pior. Ela poderia ter quebrado um braço ou até mesmo ter sofrido algo pior se tivesse caído de costas ou atido a cabeça. É um horror isso aqui, a prefeitura tem que tomar as devidas providências”, disse.

Confira o vídeo de como está o acesso às barquinhas:

O Blog entrou em contatado com a assessoria da prefeitura, que garantiu enviar uma equipe da Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) ao local para avaliar a situação e tomar as devidas providências emergenciais. Ainda na nota, a Secretaria de Obras e Desenvolvimento Urbano (Sedur) disse que está em processo de licitação, já em fase de analise da proposta, o projeto ‘Parques Fluviais’, que contemplará a Orla de Juazeiro, trecho que vai do Bairro Angary ao prédio onde funciona a Capitania dos Portos, com urbanismo, paisagismo e infraestrutura. Entre as intervenções, segundo a Sedur, está a reestruturação do acesso às embarcações que realizam a travessia Juazeiro-Petrolina.

2 COMENTÁRIOS

  1. É PRECISO QUE SEJAM CONSTRUÍDOS E RECUPERADOS OS ACESSOS À BARQUINHA EM JUAZEIRO E PETROLINA.

    MAS, ESTE VEÍCULO, PARCIAL E BEM PAGO, SÓ SE REFERE A JUAZEIRO.

    EM PETROLINA É AINDA PIOR:

    – LONGA DISTÂNCIA ATÉ O PONTO DE EMBARQUE;
    – FALTA DE PAVIMENTAÇÃO E ILUMINAÇÃO PÚBLICA;
    – FALTA DE POLICIAMENTO E SEGURANÇA PRIVADA;
    – FALTA DE BANHEIROS PÚBLICOS;
    – FALTA DE ARBORIZAÇÃO E DE ABRIGOS COBERTOS PARA OS PASSAGEIROS;
    ETC.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome