Osório justifica o porquê de não ter incluído projeto de Ronaldo Cancão que regulamenta som ao vivo em bares e restaurantes

5

OsórioO debate acerca da proibição de som ao vivo em bares e restaurantes em Petrolina ganha novo round.

Durante sessão ordinária desta quinta (6), o presidente da Mesa Diretora, Osório Siqueira, justificou o porquê de não ter colocado o projeto de lei de autoria do vereador e líder da bancada oposicionista, Ronaldo Cancão (PSL), que regulamenta os shows de voz e violão nos bares e restaurantes de Petrolina.

Na presença de vários músicos e donos de estabelecimentos, Osório explicou que o projeto não poderia entrar em regime de “urgência urgentíssima”, como desejava Cancão, porque ainda não tem os pareceres das comissões da Casa.

5 COMENTÁRIOS

  1. Muito bem, Osório:

    Esclareça como os projetos tramitam na Câmara, para que não somente os MÚSICOS, mas os leitores desse Blog entendam o funcionamento do parlamento. Na verdade, RONALDO CANCÃO pensa que artista é besta e o povo é burro, fica o tempo todo querendo aparecer, inclusive com declarações esdrúxulas e inconvenientes como aquela de que somente ele, do grupo de FERNANDO BEZERRA COELHO, não votou a pedido de FBC, em JÚLIO LÓSSIO, na primeira eleição, em 2008. Cuidado, CANCÃO, quem canta demais faz melodia para cavalos.

    Luiz Rocha Som

  2. esses vereadores , tem que sentar com. o covernador e busca solucao para esses.servidores.que estao sem salario .porque opovo estao sendo prejudicado.os postos de saude.cem medico .os aluno sem aulas . oprefeito depois voces tao o troco nas urnas.

  3. esse cancao se acha quem ja se viu aprovar projeto sem o parecer.para depois complicar os coitados dos musicos.as coisas tem que ser segura.calma vereador cancao vc sabe o que pode acontecer sem parecer,n se faça de bonzinho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome