Tabira: Os dois votos do presidente e o desempate que entrou para a história

por Carlos Britto // 02 de setembro de 2021 às 17:10

Foto: Reproduçao

O inusitado aconteceu em Tabira (PE), no Sertão do Pajeú. Como a Câmara Municipal conta atualmente com apenas dez vereadores, devido à licença do parlamentar Edmundo Barros, a divisão política na Casa se acirrou ainda mais. Na votação de uma emenda à proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), o resultado terminou empatado em cinco a cinco, contando já com o voto do presidente, o oposicionista Djalma das Almofadas (PT). O empate, que significaria a rejeição da emenda, já que precisaria de maioria simples para ser aprovada, aconteceu.

Diante do impasse, o presidente Djalma não teve dúvidas e votou novamente com a justificativa de desempatar a votação. Dessa forma o resultado terminou em 6 a 5, com os incríveis dois votos do presidente. Segundo alguns vereadores, a votação do líder foi inconstitucional, uma vez que no artigo 35 da Lei Orgânica da Casa consta que o presidente do Legislativo não pode votar em Projetos de Lei. Neste caso, votar em dobro seria mais um equívoco.

A reportagem do Blog tentou contato com o presidente, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. A assessoria de comunicação da Casa informou que irá buscar um posicionamento do vereador sobre o caso.

Tabira: Os dois votos do presidente e o desempate que entrou para a história

  1. Cláudio Robério Amorim disse:

    Se é do PT, então tá explicado né!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *