Operação para desarticular quadrilha de assaltantes de bancos e carros-fortes cumpre 30 mandados de prisão em municípios do Sertão de PE

0

O sub-chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Nehemias Falcão, apresentou hoje (13), o balanço da Operação ‘Fulni-ô’, deflagrada no início do dia para prender integrantes de uma quadrilha envolvida em roubos a bancos e carros-fortes, homicídios, tráfico de drogas e roubo a veículos, com atuação no Sertão de Pernambuco.

Foram cumpridos 30 mandados nas cidades de Petrolina, Floresta, Cabrobó, Serra Talhada, Salgueiro, Trindade, Garanhuns e Bom Conselho. Ao todo, a operação visa cumprir 43 mandados de prisão preventiva, sendo 15 referentes a presidiários e 28 de busca e apreensão domiciliar.

De acordo com Nehemias Falcão, no estado a quadrilha atuava no Sertão pernambucano e também no Agreste. Fora de Pernambuco, a quadrilha atuava nos estados de Alagoas, Bahia, Paraíba e Ceará. “Nós temos registrados e já comprovados no autos a participação desse grupo em vários municípios do Sertão e na Paraíba, Ceará e Bahia“, disse o sub-chefe da Polícia Civil.

Ele ressaltou que o grupo é “altamente perigoso” e destacou o trabalho em conjunto das polícias Civil e Militar. A polícia ainda apreendeu armas, explosivos, dinheiro, veículos e motocicletas. “Foi uma operação altamente exitosa“, reforçou Falcão. Participam da operação 112 policiais civis entre delegados, agentes e escrivães, com apoio de policiais militares do Batalhão Especializado de Polícia do Interior (BEPI).

Coordenação

A operação é coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 2 (Dinter-2) e supervisionada pela Chefia de Polícia. De acordo com a Polícia Civil, a investigações tiveram início há pouco mais de um ano e foram efetuadas pela Força Tarefa de Bancos do Sertão e pelo Centro Integrado de Inteligência de Defesa Social (CIIDS). Outros detalhes sobre a operação, você confere no vídeo acima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

nove + 2 =