Operação ‘Nossa Senhora Aparecida 2020’ realizada pela PRF tem prisões em flagrante e 300 autos de infração

1
Foto: divulgação

Motivo de algumas reclamações de motoristas devido ao congestionamento que provocou na Ponte Presidente Dutra no último final de semana, a Operação ‘Nossa Senhora Aparecida 2020’ da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apresentou o saldo da fiscalização. Na sexta-feira (9), em Juazeiro (BA), um jovem de 21 anos foi preso após ser submetido ao teste do etilômetro (bafômetro) e ficar comprovada a embriaguez.

Pelo mesmo motivo, na segunda (12) em Petrolina dois condutores – de 38 e 62 anos – foram detidos após o teste do bafômetro. A ação conjunta foi realizada pela PRF e equipe da Operação Lei Seca de Pernambuco. As ocorrências foram encaminhadas às Delegacias da Polícia Civil (PC) dos municípios para a lavratura dos flagrantes.

Documento falso

Um homem de 54 anos, que apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsificada, também foi detido ontem na ponte. O flagrante foi realizado durante uma fiscalização da operação no quilômetro 129 da rodovia. Ao abordar o veículo, os policiais realizaram uma verificação no automóvel e na documentação apresentada, sendo constatado após consulta aos sistemas, que a CNH não possuía registro no Sistema Renach. Ao ser interpelado sobre a origem do documento, o condutor afirmou ter adquirido a mesma por R$ 3 mil em Petrolina, não informando local.

Ele foi encaminhado junto com o documento falso à delegacia de Polícia Federal de Juazeiro, para registros e demais encaminhamentos que o caso requer.

Balanço

Durante a operação foram fiscalizados 386 veículos e 518 pessoas, e realizados 180 testes do bafômetro, além de 300 autos de infração de trânsito (entre as atuações estão 34 por alcoolemia, 22 por ultrapassagem proibida e 14 pelo não uso do cinto de segurança).

1 COMENTÁRIO

  1. Operações como essa são importantes, ninguém discute. Porém, fica a sugestão para evitar que aconteçam sobre a Ponte Presidente Dutra (poderiam ser fiscalizadas as vias de acesso e mesmo outras vias públicas em ambas as cidades). Os engarrafamentos são terríveis. Cria um transtorno imenso para os moradores da região, pois é a única via de acesso entre as regiões centrais de Juazeiro e de Petrolina. Sem falar no público que está em trânsito, viajando.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome