Operação Metástase: Viviane Chicourel é presa após determinação da Justiça Federal

0
Foto: Reprodução/Instagram

A ex-diretora da Rede Própria Sob Gestão Indireta (DIRP-GI) da Secretaria Estadual da Saúde da Bahia (Sesab), Viviane Chicourel, foi presa na sexta-feira (18) em sua casa em Salvador. Ela é investigada na Operação Metástase, que apura esquema de desvio de recursos da pasta destinados ao combate à Covid-19 e fraude em licitação no Hospital Regional de Juazeiro (HRJ). A decisão pela prisão preventiva foi do juiz federal Pablo Baldivieso, da comarca de Eunápolis, substituto na comarca de Juazeiro.

Além da prisão, que foi decretada na última quinta-feira (17), o juiz determinou o afastamento das funções no HRJ de Matheus Rocha Luz e Jessé Alexandre Silva de Figueiredo. O advogado de defesa da investigada, Maurício Vasconcelos, afirmou que irá recorrer da decisão. 

“Ela tinha sido algo de uma busca e apreensão em que foi levado o notebook e o celular, tão somente. E agora, para nossa surpresa, sobreveio esse decreto de prisão sob esse único argumento de que ela, no exercício da função, poderia, de qualquer modo, interferir nas investigações que se desenvolvem. Só que há nove dias ela já não é mais funcionária pública, nem neste cargo e nenhum outro. Ela, hoje, não exerce nenhuma função no estado. Nós requeremos um habeas corpus no meio da tarde. Esse HC está pendente de uma decisão liminar com a desembargadora Maria do Carmo Cardoso do TRF-1, em Brasília. O recesso começa domingo”, pontuou.

“O que posso dizer é que seguramente o meritíssimo juiz deve ter sido induzido a erro. A representação pela previsão preventiva partiu da Polícia Federal, que sabia dessa informação pública. Esse é o único fundamento do decreto. Não existe nenhum outro para justificar a prisão”, acrescentou. (Fonte: Bahia Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

catorze − 6 =