O vandalismo que preocupa e onera

por Carlos Britto // 20 de julho de 2013 às 11:18

Vandalismo 3Vandalismo 2Vandalismo 4O vandalismo contra o patrimônio público tem preocupado a Prefeitura de Petrolina. Este Blog já publicou diversos casos de equipamentos danificados ou totalmente destruídos pela própria população. O último alvo dos vândalos foi uma lixeira no Bodódromo, no bairro Areia Branca, Zona Leste da cidade.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura, o município vem sendo constantemente onerado por ações de vandalismo. Nos últimos dias, o Monumento da Integração Nacional teve sua iluminação, composta por refletores, completamente destruída. No primeiro semestre deste ano, o Monumento dos Pracinhas, no Centro, e a Avenida Ulisses Guimarães, que liga a cidade ao Aeroporto Senador Nilo Coelho, foram alvos da mesma ação, tendo sua iluminação deteriorada.

“Temos verificado constantemente ações de vandalismo contra o patrimônio público. É importante lembrar que esse equipamento está nas ruas para garantir o bem comum, a segurança e a qualidade de vida das pessoas. Sem iluminação, aumenta a violência; sem lixeiras nas ruas, o lixo é descartado de qualquer modo, podendo provocar infestações ou doenças”, explicou o secretário de Infraestrutura, Ricardo Rocha.

Além do vandalismo, a imprudência de motoristas também preocupa as autoridades públicas. No Monumento do Centenário, por exemplo, um veículo invadiu o canteiro derrubando as grades recém recuperadas. (Foto: Ascom PMP)

O vandalismo que preocupa e onera

  1. jose francisco disse:

    Segundo lei de bairros de Petrolina:
    Zona leste são aqueles localizados entre a BR 428 e o Rio São Francisco (sentido do nascente)
    zona norte: se localizam entre as BRs 428 E 407
    zona oeste: entre a BR 407 E o Rio S
    ão Francisco (sentido poente).
    Se a localização dos bairros fossem informados corretamente, seria de melhor compreensão para os leitores.

  2. Frederich Vanderench disse:

    Eu acompanho esse trecho do trevo, essa grade onde o fiat uno está em cima sempre é derrubada, a demora para derrubarem novamente é só levantar, pois toda vez que é levantada, ela é derrubada. Deveriam colocar uma placa de sinalização 100 metros antes do contorno, ajudaria muito e evitaria esses acidentes que ocorrem com muita frequencia no contorno mencionado.

  3. Rafael disse:

    E quem é que paga a conta por isso??????

    ACERTOU QUEM DISSE NÓS , CIDADÃOS!!!!!!!!!!

  4. jose antonio disse:

    CONCORDO EM PARTE COM O AMIGO FREDERICH, POIS A GRANDE REALIDADE, É QUE ESSES ACIDENTES NO MONUMENTO DO TREVO, ACONTECEM SEMPRE DE MADRUGADA, OU SEJA, A MAIORIA DOS CONDUTORES ESTÃO CHEIO DE CACHAÇA. LEI SECA NELES!

  5. Smadson Lima disse:

    Pelo menos o dinheiro público vai ser gasto com finalidade pública. (risos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *