O novo Eldorado

por Carlos Britto // 06 de abril de 2009 às 09:00

Milton Barbosa, do Sindimotos, me chamou a atenção para um novo fato: Centenas de pessoas estão chegando a Petrolina toda semana atraídas pela nova possibilidade de emprego.

Trabalhar como mototaxista é a bola da vez.

Segundo ele, no sindicato que preside se exige atestado de bons antecedentes, nada consta e outros documentos, o que não acontece com as cooperativas.

“Conheço uma mulher que o filho estava em São Paulo e ela financiou uma moto aqui e mandou ele voltar pois aqui tinha trabalho”, disse Milton Barbosa.

Então é isso, nada de emprego em fruticultura. Em Petrolina tem emprego sobrando de mototaxi. É a Terra dos Impossíveis.

O novo Eldorado

  1. Ave Maria disse:

    Seguuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuura, peão!!!!!!!!!

  2. ATENTO disse:

    Impossível é vc conviver com esse trafego maluco como está o de Petrolina, por causa dos mototáxi. Fazer apologia ao uso de moto como meio de transporte da população deveria ser crime. As autoridades precisam dar um basta nisto.

  3. Ave Maria disse:

    Eu vou trazer meu Jegue da roça.

  4. Ave Maria disse:

    Vou emplaca-lo…

  5. Watergate disse:

    Estao vindo de Sum Paulo, e trazendo os vicios e falta de educação na bagagem. A moda agora é ficar dando tiros com o cano de escape, tradição em tuneis de “Sun Paulo”. Tambem ja vi alguns fazendo a manobra do super-homem na BR (pilotar a moto deitado). No proximo darei uma encostadinha com o parac-hoque do carro pra ver se ele é de ferro tambem. Bando de VAGABUNDOS !

  6. Watergate disse:

    Mas cade Ana Rubia mesmo ?

  7. Lucas Cabral disse:

    Julio Lossio, voce é o (ir)responsável pelo que acontece.

  8. Bebi hoje e ontem disse:

    Quem é essa tal Ana Rubia que todo mundo fala pelo amor de Deus? Eu quero conhecer essa muié.
    E praquê ela serve mermo?

  9. Petrolinense disse:

    O sr. Milton Barbosa querer diferenciar o “SINDIMOTOS” das outras “ASSOCIAÇÕES” de moto-taxistas é uma piada. Um não tem mais ou menos privilégios do que o outro. Ambos são ilegais. Até criminoso tem sindicato. O SINDIMOTO não tem mais direito do que qualquer outra ASSSOCIAÇÃO de moto-taxista ou qualquer outro que queira fazer o transporte individualmente. Que eu saiba o município de Petrolina não deu concessão de exclusividade a ninguém. Aliás, ele não deveria nem permitir o serviço. Não sou moto-taxista, sou contra o serviço nos moldes que é feito hoje, irregularmente, precariamente e gostaria de dizer ao presidente do SINDIMOTOS que ele não é dono de nenhum ponto de moto-taxi, intimidação é crime. Se ele foi um dos primeiros moto-taxistas (inclusive no começo os moto-taxistas chegavam a ser presos), se ele foi pra rua lutar pelo serviço, isso não lhe dá o direito de lotear pontos, de dizer que só os seus teem direito, de dizer que os outros são ilegais. Já que a prefeitura resolver fechar os olhos, ser conivente com o serviço, deveria ela fiscalizar e dizer as regras. Daqui a pouco vamos ter uns moto-taxistas matando os outros pq se acham donos de pontos ou se acham mais no direito de realizar o servico do que os outros.

  10. Caroline disse:

    O novo Eldorado? auhauhauh… adorei o título… Será q a riqueza do eldorado também era os mototaxis? heheh… Sendo ou não, os motottpaxis estão cada vez mais tomando espaço de todo metro existente em Juazeiro e Petrolina. Não se dá um passo que não se escute a tão falada frase: “mototáxi?” … Essa alternativa de transporte crescente, tem encontrado várias implicações por parte de “monopólios” no transporte do vale. E a elevação do uso desse novo emprego só tem me deixado em particular, por vez, feliz. Pois, é uma maneira eficaz, rápida de se locomover. E as pessoas que são contra, deverão pensar q mototáxi não estão tomando os lugares dos ônibus, lógico q muitas pessoas aderiram à nova “moda”. Porque esse sistema de ônibus do vale, não satisfaz a ninguém. A nãos er seus próprios proprietários! … Mas, não podemos fugir da legalidade da coisa, os mototaxi estão precisando sim do apoio dos prefeitos. Estão na irregularidade! O que isso ainda cria uma barreira entre essa nova “riqueza” do vale, com os seus respectivos “clientes”. E viva os mototáxis!

  11. AMIGO DA ONÇA disse:

    SENHORES,

    OS PREÇOS DE PONTOS DE MOTO TAXI JA ESTAO NA BOCA DOS MOTOQUEIROS, TEM PONTO QUE CHEGA A SER COMERCIALIZADO A R$ 1.500,00 A VISTA.
    OLHA A CLASSE A QUE DEVEMOS RESPEITO EM PETROLINA E A DOS TAXISTAS!! IMAGINE COMO O PESSOAL DO TAXI ESTA ENFRENTANDO A CRISE, E A TURMA DE CASA QUE NAO PARA DE COMER, COMO DAR O LEITE DAS CRIANÇAS TRABALHANDO EM UM TRANSPORTE SEGURO, RECONHECIDO E LEGAL? COM A CONCORRENCIA DO MOTO TAXI? ACHO QUE NAO PAGAM A GASOLINA QUE SE GASTA PRA CHEGAR AO PONTO!!
    EU NAO SOU AMIGO DE NINHGUEM!!
    EU SOU AMIGO É DELA!!!

  12. José João da Silva disse:

    Lamento que o Dr. Julio Lossio tenha prometido em campanha que regulamentaria o serviço de mototaxi, sabendo que essa matéria é exclusiva do Congresso Nacional. Agora, resolva esta bronca, senhor Prefeito.

  13. Edinaldo Ferreira disse:

    1º – A pssagem de ônibus é muito mais cara do a dos ônibus e infinitamente mais barata do que a de taxa.
    Com isto quero dizer que em nada os taxistas são prejudicados, o passageiro de um não é o perfil do outro.
    2º Esta história de Eldorado é fantasia. Petrolina está virando um verdadeiro inferno com tanto motoxista. Existe mais mototaxista hoje, do que passageiros.
    Por outro lado, Petrolina tem hoje, cerca de 1.500 (média de 50 por dia) acidentes envolvendo motos. Poranto é um risco tremendo andar de moto. DESTA FORMA EU NÃO ME ARRISCARIA ANDAR DE MOTO! MINHA VIDA VALE OURO!!!
    3º A maioria dos mototaxista andam feito loucos!

  14. Watergate disse:

    No começo eu até que era a favor dos mototaxistas, mas nunca imaginei que chegaria a esse ponto. !

  15. A propósito... disse:

    Quando é que a EPTTC vai criar pontos exclusivos para esses mototaxista, para que eles desocupem os estacionamentos das ruas que não foram criados para eles. Eles incomodam os demais motociclistas que naõ trabalham nessa área.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *