O novo aumento de tarifa e a velha incompetência

3

Petrolina amanheceu hoje com nova tarifa para o seu transporte público. Pagamos caro pelo serviço oferecido e ninguém gosta de aumento, é fato, mas também pagamos o pato pela incompetência como se gere o sistema de transportes na cidade.

O aumento foi concedido, como sempre por via judicial.

Agora mesmo a EPTTC fez uma planilha e ela mesmo constatou que a tarifa precisava ser revista. Deve ter jogado a tal planilha na lata do lixo. Não queria o desgaste

A situação do transporte público de Petrolina continua como sempre esteve: no improviso.

A comunidade reclama, as empresas padecem e o poder público municipal finge que não é com ele. Sua única ação é segurar o aumento da tarifa, e não como preocupação do bolso do cidadão, mas com medo do ônus político. Petrolina hoje vive 100% da tarifa dos usuários, onde não se tem uma planilha tarifária definida. Os reajustes são dados via justiça.

Temos as maiores gratuidades do estado de Pernambuco, as empresas pagam o IPVA cheio, quando na capital existem incentivos e em vários estados chega a ter isenção total para o transporte coletivo.

O sistema recebeu um alento recentemente com a desoneração na alíquota do ICMS no preço do óleo diesel, mas até o momento não foram beneficiadas, pois o processo se encontra na procuradoria de apoio do Governo do Estado.

A cidade incentiva o transporte individual, quando nossas vias públicas não suportam mais motos, carros. Para carga e descarga faltam critérios, e nosso trânsito está virando um caos.

Petrolina dispõe de tecnologia de ponta (como controle de Biometria e monitoração de parte frota via GPS), mas não existem regras claras em contratos. As leis são obsoletas e uma das maiores tarifas do Nordeste. Falta uma política para mobilidade urbana e não se trata o transporte de massa como prioridade.

Apesar de termos um moderno sistema de cobrança tarifária (bilhetagem eletrônica), ainda contamos com mais de 50% dos usuários pagando em dinheiro, pois não contamos com uma política de comercialização de passagens. Estamos presos a um posto somente de recarga, embora os créditos de telefone celular se compram em qualquer estabelecimento comercial. Por que não usamos a mesma logística?

Longe de defender as empresas de ônibus que precisam se adequar e investirem mais em sua estrutura e na condição mais digna para o cidadão, Petrolina precisa parar de improvisar e olhar o transporte público com profissionalismo.

Sonhos delirantes e promessas de campanha sem responsabilidade só beneficiam políticos que não querem beneficiar quem lhes paga o salário.

É isso aí!

3 COMENTÁRIOS

  1. E a prestação de serviços é uma “Merda” a população reclama direto e o Ministério Público e o Judiciário ficam inerte, porque estes têm que serem provocados. Pergunto cadê as associações de bairros que até hoje não provocaram o MP e o TJPE? ou se provocaram venha a público informar qual foi o resultado!
    Ônibus mais que sucateados, principalmente da “Morta Petrolina” como a sociedade Petrolinense adotou. E o que chama atenção é quer mais um aniversário de Petrolina se passou e os ônibus prometidos ficaram só na lembranças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome