O despacho, o gato e o vereador

0

Em Cabrobó (PE), no Sertão do São Francisco, um fato inusitado chamou a atenção da população. O vereador Marcos de Neuma (DEM) recebeu a informação de que teriam feito um trabalho de macumbaria contra ele em um terreno próximo ao CREAS do município. Diante disso, Marcos foi até o local e encontrou uma cruz com algumas correntes penduradas e um santinho de sua campanha eleitoral de 2020 ao lado.

Indignado, o vereador gravou um vídeo como resposta à suposta macumba. “Eu quero dizer para quem fez isso que eu sou ungido por Deus, você que fez é que é do diabo, eu não tenho medo dessa porcaria não, isso aqui volta para você“, desabafou. Horas depois do vídeo circular nas redes sociais, surgiu uma nova versão para o ocorrido, de que na verdade o local se tratava de um enterro de um gato que algumas crianças da comunidade se juntaram para se despedir do animal. A cruz e as correntes foram colocadas como despedida do bichano e o santinho apareceu ali como coincidência.

Em contato com o Blog, Marcos garantiu que se tratava sim de uma obra de macumbaria. “O trabalho feito foi realmente macumba, não se enterra gato com ritual de magia negra. Tinha um prato com santinhos meus de campanha e muitas velas preta e galinha que já estava despedaçada. Mas Deus está acima de tudo e eu não acredito nessas coisas”, afirmou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

dois − um =