O desafio de Simão

por Carlos Britto // 10 de outubro de 2021 às 12:00

Foto: divulgação

Parece até título de filme religioso, mas o tamanho da luta será enorme do mesmo jeito. O vice-prefeito de Petrolina, Simão Durando (DEM), está se preparando para enfrentar o maior desafio de sua vida, já que o prefeito Miguel Coelho (DEM) vem se programando para deixar o governo municipal e lutar por novos voos, se candidatando a governador de Pernambuco em 2022.

Dos enormes problemas que a cidade impõe na administração municipal, um com certeza, vai exigir mais do novo gestor: o furor da Câmara de Vereadores, com parlamentares cada vez mais interessados em seu próprio projeto pessoal, do que na hegemonia do grupo, mesmo sendo cobrados pelo próprio Miguel para evitarem intrigas e fuxicos.

É fato que Câmara nenhuma poderia ser puxadinho de prefeitura, mas também é verdade que existe um alinhamento político que traz ônus e bônus.

Mesmo de família tradicional, Simão não carrega o nome Coelho no sobrenome, um fato que certamente tem um outro peso no jogo. Se sentar mesmo na cadeira, Simão, que tem estilo tranquilo e não se tem registro de sua participação em bola dividida, terá que exercitar uma postura mais contundente para governar.

É cedo para construir qualquer narrativa sobre isso, já que até agora, até para chegar onde chegou, precisou driblar as adversidades e ir conquistando o espaço devagarinho sem necessidade de se impor com força.

Mas quando Miguel sair e o jogo recomeçar, todos os olhares estarão voltados para este novo maestro. E aí não será mais amistoso. É jogo de campeonato e que vale pontos preciosos.

O desafio de Simão

  1. Claudio Pessanha Veloso disse:

    Tenho certeza de uma excelente gestão do futuro prefeito Simão Durando! Sobrenome não administra e nem ganha jogo, mas, é “uma faca de dois gumes”, porque traz a expectativa dos bons políticos do passado e também a mácula daqueles que carregam a reputação de corruptos

  2. Marcos disse:

    Será que o Galeguinho irá largar o osso, por uma aventura política, sem chance de êxito, sinceramente não acredito.
    Quem viver, verá.

  3. Pé no Saco disse:

    Vai penar para pagar as dívidas do município que são muitas.

  4. Sílvio Clementino da Cruz disse:

    Não tenho dúvida, será a continuidade de progresso que Petrolina tem tido nesses anos de Miguel Coelho. Deus o proteja.

  5. SOLUÇÃO disse:

    Temos que fazer uma limpeza nessa câmara de vereadores nas próximas eleições .

  6. Hadameis disse:

    O primeiro ato de Simão, deveria ser esclarecer ou relembrar o povo a real função de um vereador, sem essa de oposição e aliança… aliás, se puder criar uma cartilha para instruir os mais simples que político é funcionário da população, e cada um, dependendo do cargo, exerça com seriedade, ética e transparência… sem essa jogo… nessa brincadeira de jogo só perdemos… quantos anos mais ficaremos às escuras sem saber os reais atos de cada eleito. Parem de tratar a gente como peças de um xadrez… aqui todos são peões. Reflitam

  7. antonio disse:

    SIMÃO PARECE SER UMA PESSOA BOA MAIS QUE VÃO JOGAR A BATATA QUENTE NAS MÃOS DELE VÃO…

  8. … excelente reflexão, Hadameis! Frizando, são “FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS”, SEM MAIS, NEM MENOS….

  9. Paulo Teogens Ferreira de Oliveira disse:

    Petrolina sempre teve prefeitos muito novos, Simão tem um perfil excelente pra fazer a diferença e vai saber conduzir os destinos dessa cidade pujante , e com ajuda política que vai ter dará continuidade a grande obra de Miguel com quase pouca diferença. Simão tem história, equilíbrio e o legado de correção e probidade do seu pai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *