Número de mortos chega a 420 no sexto dia da ofensiva israelense

por Carlos Britto // 02 de janeiro de 2009 às 07:24

Um dos principais líderes do grupo radical islâmico Hamas, Nizar Rayan, morreu nesta quinta-feira (1º) em um ataque aéreo israelense na Faixa de Gaza junto com suas quatro mulheres e 10 de seus 12 filhos, além de dois vizinhos, no sexto dia da ofensiva israelense contra a organização terrorista, que já causou 420 vítimas fatais.

Veja cobertura completa do conflito em Gaza

Rayan, de 51 anos, é até o momento o mais alto dirigente do Hamas morto desde o início dos bombardeios. Um dia antes de morrer sob dois mísseis da Força Aérea israelense, lançados por caças F-16, ele havia previsto a vitória palestina. Sua casa de cinco andares, localizada no campo de refugiados de Jabaliya, no norte da Faixa de Gaza, foi completamente destruída. O corpo decapitado de Nayan, no entanto, não estava sob os escombros, já que foi lançado para fora pela explosão, segundo testemunhas. Quinze pessoas ficaram feridas. “Foi como um terremoto”, contou um vizinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.