Novo gerente regional da Compesa em Petrolina afirma que meta é “trabalhar na eficiência da gestão” e garante continuidade de investimentos

1

Há 11 anos como gestor da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), dos quais oito comandando gerências regionais da empresa na Região Metropolitana do Recife (RMR), o substituto de João Raphael de Queiroz em Petrolina, Marcelo Guimarães, disse estar disposto a emprestar sua experiência para tentar melhorar a eficiência no setor de água e esgotamento na cidade. Em entrevista ao Programa Carlos Britto, na Rural FM, nesta terça-feira (11), ele assegurou que vai trabalhar “ouvindo os reclames” da população e em sintonia com os meios de comunicação locais.

Apesar das críticas, Guimarães destacou que a Compesa vem melhorando significativamente sua gestão, a exemplo dos prêmios nacionais que já conquistou concorrendo com outras empresas do país. Ele admitiu, no entanto, que algumas linhas de trabalho da Companhia são passíveis de melhorias. “Nenhuma empresa é perfeita. Eu conheço empresas multinacionais que prestam um péssimo serviço”, declarou.

A exemplo do seu antecessor, Guimarães evitou comentar sobre o que a Compesa arrecada e investe em Petrolina, nem sobre o subsídio cruzado – pelo qual a empresa mantém sistemas de água e esgoto deficitários em outras cidades sertanejas. Ele deixou claro, contudo, que nem todo o investimento feito em Petrolina significa obras, e ratificou que haverá resultados melhores trabalhando na eficiência da gestão. “Ou seja, a gente vai atender melhor os cidadãos”, pontuou.

Sobre o saneamento do Bairro Antonio Cassimiro e da bacia do Dom Avelar, na zona norte, o novo gerente regional ressaltou que a empresa está em fase final de licitação para implementar as obras. Ele lembrou que questões jurídicas entre a Compesa e a prefeitura, no ano passado, terminaram por atrasar esse processo, mas garantiu que o serviço será feito. “A gente quer prorrogar o prazo junto à Caixa Econômica Federal, que é o órgão financiador dessas obras, que custam R$ 38 milhões. Agora é uma questão apenas de a Caixa liberar os recursos”, frisou.

Cobertura

Guimarães citou ainda que a Compesa vai avançar com as obras de saneamento no Parque Massangano e no Parque Jatobá – neste último terá de ser feita uma nova licitação porque a empresa responsável não estava cumprindo o padrão de qualidade exigido pela Compesa. Mas ele lembrou que Petrolina já tem uma cobertura de esgoto de 83%.

1 COMENTÁRIO

  1. Quer começar com o pé direito, então comece trocando os canos da rede e esgotos principalmente do bairro Maria Auxiliadora começando da feira da Areia Branca até chegar próximo ao shopping,pois está rede muito velha e só vive entupida,se não vai passar seu tempo aí só recebendo reclamações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome