Novo coronavírus: Prefeitura de Sento Sé também suspende o funcionamento do Mercado Municipal, feiras livres e vendas de ambulantes

0
Foto: Ascom

A Prefeitura de Sento Sé, no norte da bahia, publicou um decreto com novas medidas restritivas temporárias para combater o novo coronavírus (Covid-19) no município. Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, para que durante o período de emergência na saúde pública sejam evitadas aglomerações, a gestão suspendeu o funcionamento do Mercado Municipal, feiras livres e vendas de ambulantes, assim como salões de beleza, centros estéticos, missas e quaisquer cultos religiosos, centros de reuniões e eventos. Ficou determinado também o fechamento de todas as academias, clubes sociais e esportivos, ginásio de esportes, campos de futebol e quadras poliesportivas.

O comércio deve ficar fechado, com exceção de farmácias, supermercados, mercadinhos, padarias, açougues, casas de rações, produtos agrícolas e postos de combustíveis, preservando o limite máximo de 10 pessoas e controlar o acesso através de senhas numeradas de 1 até 10, garantindo a distância mínima de 2 metros quadrados (m²) por indivíduo. As farmácias, mercadinhos, casas de rações, produtos agrícolas e supermercados devem disponibilizar álcool em gel tipo 70% para higienização das mãos dos clientes.

A recomendação para os bancos e casas lotéricas é que otimizem seus atendimentos através de meios eletrônicos e de autoatendimento, ou que limitem entrada de clientes em 5 pessoas por vez, de modo a evitar aglomerações, devendo controlar através de senhas numeradas de 1 a 5 garantindo a distância mínima de 2 m² entre pessoas. Também estão suspensos os serviços nas lanchonetes, sorveterias, bares, trailers de alimentação, restaurantes e demais estabelecimentos que comercializem alimentos prontos para consumo, sendo permitido, apenas, o preparo para entrega em domicílio – serviços delivery.

Os ônibus que transportam os trabalhadores das fazendas da região de Sento Sé, serão higienizados de maneira contínua, assegurando o distanciamento mínimo de um metro entre cada um, como publicado em decreto. A prefeitura também estabelecerá barreiras de controle e monitoramento de entradas de pessoas naturais de outras cidades, com obrigatoriedade de desinfecção dos transportes coletivos, antes e depois de cada viagem, conforme orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Decreto

Segundo a prefeita Ana Passos, as medidas previstas no decreto municipal nº 17 são válidas até o dia 31 de março e podem ser prorrogadas a qualquer momento. “É nosso dever como gestão adotar medidas para proteger a saúde da nossa população e servidores municipais. É importante cada um fazer a sua parte para conter esta pandemia, vamos todos ficar em casa e só sair em extrema necessidade”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome