Nova mesa diretora do Tribunal de Justiça de Pernambuco toma posse

por Carlos Britto // 03 de fevereiro de 2024 às 14:00

Tomou posse nesta sexta-feira (2) a nova mesa diretora do Tribunal de Justiça de Pernambuco em sessão solene realizada na Sala de Sessões do Palácio da Justiça do Judiciário estadual, no Grande Recife. Os novos empossados assumirão o biênio 2024-2026.

Durante a cerimônia, o desembargador Ricardo Paes Barreto recebeu o título de presidente, Fausto Campos assumiu o cargo de 1º vice-presidente, Eduardo Sertório na 2ª vice-presidência e Francisco Bandeira de Mello como corregedor-geral da Justiça.

O novo presidente afirmou em seu discurso sobre a necessidade de implantar ações que impactem positivamente a gestão de processos em todas as unidades do Estado, o que inclui investimento em tecnologia, implantação da Inteligência Artificial e pagamento dos créditos da Justiça via Pix.

Além disso, Ricardo Paes Barreto falou sobre a aproximação do Judiciário com a sociedade, os poderes e órgãos públicos e segmentos que fortalecem o trabalho do TJPE. “Será de relevância nessa condução a aproximação do Judiciário com a sociedade, não de relações comprometedoras, mas sim do modo mais transparente, republicano e leal com todas as instituições essenciais ao Judiciário”, afirmou.

A governadora Raquel Lyra esteve presente na cerimônia e parabenizou a nova mesa diretora: “é com grande satisfação que eu parabenizo os integrantes que tomam posse na nova Mesa Diretora, em nome do desembargador Ricardo Paes Barreto, com desejo de muito sucesso nessas ações, e também agradeço ao desembargador Luiz Carlos pelo seu empenho e dedicação à frente do TJPE“, destacou.

A mesa de honra do evento foi composta pelo presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo, pela governadora do Estado, Raquel Lyra, pelo ministro Humberto Martins, representando a presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Maria Thereza de Assis Moura, pelo ministro da defesa do Brasil, José Múcio Monteiro, pelo presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Álvaro Porto, pelo prefeito do Recife, João Campos, pelo procurador geral de Justiça do Ministério Público do Estado, Marcos Carvalho, e pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil/Pernambuco, Fernando Ribeiro Lins.

 

(Fonte: Diário de Pernambuco)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Srs leitores e, redatores deste conceituado meio de comunicação. Aproveitando para parabenizar, pela matéria postada, pois, é história e é…