Nova indústria deverá se instalar em Juazeiro, diz Roberto Carlos

5

O deputado estadual Roberto Carlos (PDT) participou de uma reunião com o diretor-presidente da Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial da Bahia (Sudic), Jairo Vaz, para garantir a implantação de mais uma indústria em Juazeiro, que vai gerar novos emprego e renda.

Segundo o parlamentar, o que se pretende é garantir o desenvolvimento econômico na região, buscando atrair mais investimentos, possibilitando ao empresariado condições para implantação e consolidação de novos empreendimentos.

“Com a implantação dessa nova indústria, a população juazeirense sai beneficiada com a geração de empregos diretos e indiretos, além de arrecadar mais impostos que devem ser revertidos em saúde, educação, saneamento básico e muito mais”, disse o deputado Roberto Carlos.

Comentário Meu:

Pena que o deputado não informe o seguimento, valor de investimento, data ou qualquer outra informação mais concreta. Nos resta torcer.

5 COMENTÁRIOS

  1. Ultimamente Juazeiro tem se destacado positivamente em atrações de indústrias e empreendimentos de grande vulto: shopping, senar, faculdade de medicina, indústrias variadas e a mavel são exemplos dessas conquistas, além dos já consolidados grandes atacarejos. Se for verdade essa informação, será mais uma empresa a ser acrescentada ao portfólio crescente e variado da cidade; e, nesse particular, tem desbancado Petrolina, que, no mesmo período, talvez não tenha atraído 1/3 dessas conquistas. Afora alguns empreendimentos na área residencial, fato é que nos ultimos 10 anos Petrolina tem patinado na atração de empresas economicamente relevantes ao fortalecimento e diversificação da sua cadeia econômica, pior que isso é ver indústria fechar empregos por aqui, como no caso da Solar/Coca-cola, que desativou a parte industrial da sua filial petrolinense; e outras que foram anunciadas, mas nem começaram a operar, como no caso da fábrica de jeans da Covolan, no Distrito industrial, além dos pomposamente anunciados Petrolina Park Shopping e o Petrolina Shopping, que não passaram de monturos de materias de construção abandonados. Resta ao prefeito e seus secretários aprender com a nossa vizinha, e, desta forma, melhorar a captação desses empreendimentos pra cá. Por fim, não deixa de ser uma boa notícia pra nossa região, já que a interdependência das duas cidades cresce cada vez mais, e obviamente a vinda de uma indústria para qualquer uma das cidades beneficiará ambas.

    • A carga tributária em pernambuco é uma lástima, por isso que nenhuma indústria se instala aqui, à não ser em Suape que recebem generosos incentivos. Por que você acha que as grandes redes atacadistas vão para Juazeiro? Aqui em Petrolina temos somente o Makro e o Pajeú, e mesmo assim estão quase às moscas, só gente que mora próximo vai comprar. Tire a agricultura, o pólo médico e o pólo educacional e não sobra mais nada em Petrolina, pois sem estes setores aí nem o mercado imobiliário fica aquecido.

  2. Roberto pare de falar inverdades,nao compare juazeiro com petrolina.Juazeiro é uma cidade atrasada e desorganizada.tudo acontece primeiro em petrolina,juazeiro so bem depois.Fato,so comparar!

    • Não estou comparando as cidades, mas sim a capacidade de atração de grandes empeendimentos econômicos nos últimos anos, e indubitavelmente a cidade do outro lado da ponte tem-se saído melhor! Que isso sirva de alerta para os nossos governantes, e procurem descobrir que segredo é esse.

  3. Gostaria que o deputado Roberto Carlos fizesse um passeio ecologico pelo Distrito Industrial de Juazeiro para sentir in loco o abandono.
    Antes de pensar nisso deveria primeiro verificar a situação de abandono daquele unico centro industrial de juazeiro.Que
    OBS.: Se entrar em lá no dia que estiver chovendo ficará atolado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome