Na semana dos 11 anos de criação da Lei Maria da Penha, petrolinenses recebem orientações sobre combate à violência contra mulheres

0

Na semana em que a Lei Maria da Penha (11.340, de 7 de agosto de 2006) completou 11 anos de existência, ações voltadas ao combate à violência contra a mulher nortearam os trabalhos da Prefeitura de Petrolina. A primeira mobilização já foi realizada ontem (7), no Residencial Vivendas, onde dezenas de mulheres receberam orientações sobre a lei – considerada hoje uma ferramenta fundamental em defesa das vítimas desse tipo de violência.

Na oportunidade, o público pode acompanhar palestras com a psicóloga Grace Liz, com a assistente social Karielle Meneses e com a promotora da Vara da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Petrolina, Cíntia Micaela.

Equipes da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, através da Secretaria Executiva da Mulher e Acessibilidade, também fizeram entrega de kits, panfletos informativos, cartilha da Lei Maria da Penha, além de sorteio de brindes para as participantes do evento.

Impacto

Segundo a secretária executiva da Mulher e Acessibilidade, Talita Andrade, a Lei Maria da Penha teve impacto positivo na redução dos crimes contra as mulheres. “A mulher vítima de violência precisa de proteção para superar as dores físicas e psicológicas do trauma, e a Lei surge, justamente, neste contexto. Mas, além de oferecer a proteção, nós precisamos de ações como esta onde as mulheres têm oportunidade de conhecer e saber como ter acesso à esta ferramenta de proteção”, destacou Talita. Mobilizações semelhantes também serão realizadas no Residencial Brasil, no Monsenhor Bernardino e na área central da cidade, em data a ser definida. (Fonte/foto: Ascom PMP)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome