Na iminência do Baianão 2020 ser cancelado devido ao novo coronavírus, Roberto Carlos suspende atividades do Cancão de Fogo

0
Foto: Agência CH/divulgação

Tendo como única competição na temporada 2020 o Campeonato Baiano, o presidente da Desportiva Juazeirense, Roberto Carlos, foi obrigado a interromper momentaneamente o projeto do Cancão de Fogo. “Foi uma decisão difícil”, reconheceu ele, após reunião realizada na tarde desta quarta-feira (18) no Estádio Adauto Moraes, quando comunicou à comissão técnica, funcionários e jogadores a suspensão das atividades da equipe. O motivo é o provável cancelamento da competição, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As medidas anunciadas se estendem às equipes da base, que mantém as atividades em Salvador.

Para o dirigente tricolor, “nem de longe passava pela minha cabeça que tivéssemos que tomar medida tão drástica. Os prejuízos são incalculáveis para o clube, que vinha numa fase crescente na competição, e para os jogadores que, de repente, ficam sem o emprego e sem perspectiva de conseguir trabalho, vez que o que vai acontecer com o nosso futebol esse ano é uma incógnita”.

Roberto Carlos revelou que nos últimos dias manteve contato constante com a cúpula da Federação Baiana de Futebol (FBF), principalmente com o presidente Ricardo Lima, e com dirigentes de outros clubes, para embasar a decisão anunciada nesta quarta, seguindo o mesmo caminho adotado pelo Vitória da Conquista, que dispensou jogadores e cancelou as atividades da equipe profissional e da base, como foi divulgado por fontes da imprensa baiana.

Embora tristes, os jogadores concordaram com as medidas anunciadas e reagiram da melhor maneira possível. Na ocasião, o presidente do Cancão de Fogo fez o pagamento do ‘bicho’ da partida contra o Fluminense de Feira e prometeu até o final do mês pagar os dias trabalhados até esta data.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome