Mutirão solidário garante cestas básicas a 800 mototaxistas de Petrolina

0
Foto: Divulgação

Um dos efeitos colaterais mais duros da pandemia do novo coronavírus é a crise econômica. Nesse contexto, um dos segmentos mais afetados é dos mototáxis, que tiveram as atividades suspensas devido ao decreto do Governo do Estado para garantir maior isolamento social. Para amenizar os danos à categoria, o Transforma Petrolina iniciou, nesta quinta (28), um mutirão solidário para entrega de cestas básicas aos profissionais das duas rodas.

O serviço contemplará 800 mototaxistas da cidade sertaneja. Já no primeiro dia do mutirão, no Parque Josepha Coelho, metade desses trabalhadores receberam cestas da equipe do Transforma e de voluntários que estão engajados na campanha de arrecadação de donativos. O mutirão prossegue nesta sexta-feira (29), quando os demais profissionais serão beneficiados. 

O mototaxista Edilson da Conceição confessou que a doação aliviará um pouco as despesas do mês. “Estamos, praticamente, há 70 dias sem trabalhar por causa do decreto do governo do Estado e está muito complicado pagar as contas. Receber a cesta básica hoje está sendo uma grande ajuda”, explica Edilson.

O mutirão é uma das ações articuladas pelo Transforma Petrolina para atender as famílias vulneráveis mais afetadas pela crise socioeconômica na pandemia. Segundo a coordenadora do programa solidário, Lara Secchi Coelho, a expectativa é fechar o mês de maio com 6 mil cestas básicas arrecadadas através de doações da população, empresas e outras instituições.

“Desde o começo da pandemia estamos concentrados nessa campanha porque sabíamos que os danos para a população de mais baixa renda seriam profundos. De lá para cá, já foram quase 6 mil cestas básicas arrecadadas junto à sociedade de Petrolina. Uma mostra de que nosso povo é solidário e mesmo em meio a essa crise tem se unido para apoiar quem mais precisa. Mas ainda não é o suficiente, precisamos manter esse trabalho porque a crise econômica durará muito tempo e milhares de famílias precisarão de nossa assistência”, ressalta a coordenadora do Transforma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome