Mudanças em edital de licitação do Salitre irrita concorrentes a lotes

por Carlos Britto // 08 de junho de 2009 às 21:00

As mudanças no edital de licitação para distribuição de lotes no projeto irrigado do Salitre, em Juazeiro, aborreceu os candidatos.

Pedindo anonimato para não correrem o risco de serem prejudicados, eles explicam que o edital é claro: “A pontuação máxima para a seleção é de 50 pontos, sendo aprovado aquele que obtiver uma pontuação igual ou superior a 25. Será classificado em ordem decrescente até o limite de duas vezes o número de lotes oferecidos na presente licitação”.

O número de lote disponibilizados pela Codevasf é de 255. Mas o número de candidatos, que deveria ser de 510, foi reduzido à metade, informam os candidatos, baseando-se no próprio edital. “Como você vai fazer uma licitação de 255 lotes para 255 pessoas, onde não existe concorrência?”, indagam.

“Estamos conversando com os advogados para entrarmos no Tribunal Federal de Juazeiro. Não há motivo para mudar um edital já chancelado. Eles não podem colocar quantos eles quiserem. O limite determinado pelo edital tem de ser obedecido”, completou.

Tal justificativa também se baseia  no fato de a própria Codevasf ter passado uma semana afirmando que o númeto total de candidatos seria de 510. “Eles nos mandaram pegar as cartas na segunda-feira (01), do número 256 ao 510, como consta a lista de classificação no site da Codevasf. Mas depois eles mudaram a regra afirmando que a decisão veio de Brasília “, afirmaram.

Na concepção dos pretendentes aos lotes, é inadmissível uma empresa como a Codevasf fazer tantas alterações num edital de licitação. tal atitude da empresa pode acabar excluindo os concorrentes em potencial.

Mudanças em edital de licitação do Salitre irrita concorrentes a lotes

  1. Duvidoso disse:

    Esta matéria deve se prender aos lotes para colonos. Ou não?

  2. Zumbí disse:

    Para as empresas fato semelhante aconteceu, foi determinado e levantado que seriam licitados lotes e na hora mudaram o edital em Brasilia e diversos lotes viraram módulos.

  3. cidadao disse:

    todos la dentro da empresa sab que isso e errado……mais tem que acatar a deciçao de brasilia………
    justiça so e isso que pesso cumpram com a lei…………..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *