MPPE recomenda a prefeito e presidente da Câmara de Sanharó evitar nepotismo cruzado

por Carlos Britto // 04 de outubro de 2022 às 09:40

Foto: Praça Governador Miguel Arraes/reprodução

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da Promotoria de Justiça de Sanharó (Agreste), recomendou ao prefeito César Augusto de Freitas e ao presidente da Câmara Municipal, vereador Rodrigo José Galvão Didier, que exonerem dos cargos comissionados pessoas com relação de parentesco consanguíneo, em linha reta ou colateral, ou por afinidade até o terceiro grau com vereadores e secretários municipais. A prática, conhecida como nepotismo cruzado, é combatida pela instituição.

Segundo o promotor de Justiça Jefson Romaniuc, a recomendação baseia-se na notícia de fato acerca de suposto nepotismo cruzado no âmbito dos poderes Executivo e Legislativo de Sanharó, no tocante à esposa de um vereador, a qual estaria exercendo o cargo em comissão de diretora de Vigilância em Saúde. Além disso, um sobrinho do secretário municipal de Finanças também ocuparia um cargo comissionado de secretário da casa legislativa.

A recomendação orienta o prefeito e o presidente da Câmara a se absterem de nomear para o exercício de cargos comissionados, função de confiança ou função gratificada, pessoas que possuam relação de parentesco com agentes públicos denunciados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.