MPPE recomenda à Compesa garantir carro-pipa para moradores de bairro em Petrolina em caso de desabastecimento

por Carlos Britto // 26 de março de 2019 às 08:00

(Foto: Ilustração)

A Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Petrolina recomendou à Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) promover a normalização do abastecimento d’água para os moradores do Bairro Henrique Leite, área central. Na hipótese de haver desabastecimento, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou à empresa disponibilizar carros-pipa para distribuir atender a demanda em caráter emergencial.

De acordo com a promotora de Justiça Ana Cláudia de Sena Carvalho, o MPPE instaurou inquérito civil com o objetivo de apurar possíveis irregularidades na prestação de serviço da Compesa, que estariam se refletindo na negação do direito fundamental à água. “É premente a necessidade dos moradores do bairro de ver regularizado o sistema de abastecimento, a fim de atender suficientemente a toda a coletividade”, apontou a promotora de Justiça, no texto da recomendação.

Ainda segundo a recomendação, publicada no Diário Oficial de ontem (25), caso o desabastecimento supere o período de 48 horas, a Associação de Moradores do Henrique Leite fica autorizada a efetuar contato direto com a Compesa. Havendo a comunicação formal de que a falta d’água dure mais de 48 horas, o MPPE recomendou à Compesa enviar carro-pipa ao ponto central de distribuição do bairro, situado na Escola Filantrópica Evangélica, a fim de suprir as demandas básicas dos moradores.

MPPE recomenda à Compesa garantir carro-pipa para moradores de bairro em Petrolina em caso de desabastecimento

  1. Nelson disse:

    Uma vergonha essa empresa. Estamos na beira do Rio São Francisco…. Ainda dizem que investem na cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *