Moradores do Parque Jatobá reclamam de som alto em espaço de festas, mas proprietário rebate críticas

1

IMG_2701Muitos petrolinenses estão, literalmente, perdendo o sono com o funcionamento dos espaços de festa que se multiplicam pela cidade. É o caso dos moradores do bairro Jatobá, na área central de Petrolina, que dizem estar perdendo o sossego com o som exagerado do Espaço Vitória, uma casa de eventos da comunidade.

De acordo com o advogado Abérides Nicéas, as festas – com níveis elevados de som – estariam incomodando os moradores das redondezas. “Ocorre que há muito tempo as festas realizadas nesse espaço vêm importunando a vizinhança em virtude da constante utilização de equipamento de som em níveis extremamente elevados, inclusive durante a madrugada, principalmente em épocas festivas como São João, final de ano, carnaval…”, reclama o morador.

Ainda segundo Abérides, o barulho fica pior nas madrugas dos finais de semana. “Ninguém consegue dormir com o barulho vindo de lá (Espaço Vitória). As festas se intensificam durante os finais de semana, varando a madrugada, mas não é raro a realização de eventos durante a semana. Ou seja, os moradores da Avenida Barão de Contendas são obrigados a passar noites em claro em virtude da falta de bom senso de quem se utiliza o imóvel”, explica.

Outra reclamação dos moradores seria com relação à falta de providências da polícia diante das reclamações. “Várias foram as tentativas de contato com a Polícia Militar para que comparecesse ao local, entretanto a ligação ao 190 sequer é atendida”, reclama o morador.

Outro lado

Ao ser procurado pelo Blog, o proprietário do espaço, Eugênio Nonato, rebateu as críticas e afirmou estar aberto ao diálogo com os moradores.

Sempre me coloco à disposição para que as pessoas me liguem e reclamem se o som estiver alto e quero manter uma boa relação com os vizinhos. Estas críticas na verdade são por conta do que aconteceu lá, mas eu não tenho nada a ver e isso poderia ter acontecido em qualquer lugar”, explicou Eugênio, referindo-se ao assassinato ocorrido no espaço de festas no último sábado (28), após jogo da seleção brasileira.

Além de todos os transtornos, os moradores também denunciam que o local não possui alvará de funcionamento, mas Eugênio explica que já tomou todas as medidas para conseguir a autorização. “Os bombeiros já fizeram uma vistoria no local e estou tomando todas as medidas para conseguir o alvará”, informou. O Blog ouvirá a Polícia Militar para esclarecer as reclamações ao serviço do 190.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome