Moradores de condomínio fechado em Petrolina criticam serviço inacabado da Compesa

4

Mais uma comunidade de Petrolina passa por aborrecimentos por conta de serviços realizados pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Moradores do Condomínio Summerville, no Bairro Jatobá, não escondem a insatisfação com a empresa, que iniciou reparos na rede e não completou o trabalho.

De acordo com Alysson Cavalcanti, um dos moradores, há cerca de 30 dias o calçamento que foi retirado pelas equipes da Compesa para realizar o serviço ainda não foi reposto, o que tem gerado aborrecimentos entre os condôminos.

Foram dois anos de taxa extra entre os moradores, para realizarmos a tão sonhada reforma da portaria do condomínio. Aí vem a Compesa fazer o serviço e deixa essa tristeza na frente do condomínio, Não colocaram o calçamento de volta. Isso é corriqueiro em Petrolina. A Compesa abre buracos em toda a cidade e não faz os devidos reparos. Já está mais que na hora das autoridades darem celeridade para retirar essa empresa que presta um desserviço à população”, desabafou.

A reportagem do Blog tentará contato com a Compesa sobre o assunto.

4 COMENTÁRIOS

  1. Mais curioso ainda é que esses mesmos moradores não se incomodam quando o esgoto desse mesmo condomínio é despejado na avenida que dá acesso ao Bairro Jatobá II. Ademais quando esse mesmo condomínio estava reformando sua entrada, os responsáveis pela obra despejavam os entulhos na entrada do bairro Jatobá II, o que até onde sei é uma conduta irregular! Só ha problema quando eles são incomodados… mas quando causam transtorno a população do bairro vizinho, tudo é permitido e normal… Vai entender né?!

  2. Maria Aline o esgotamento sanitário é competência da famosa Compesa, o condomínio tem o saneamento pronto, faltando apenas que a Compesa faça sua obrigação. Como sempre ,anda a passos de tartaruga e quando executa algum serviço é de péssima qualidade. Quanto a entulhos alguns terrenos no mesmo bairro aceitam os mesmos, basta apenas autorização do proprietário que queira fazer aterramento.

    • Se não tem destino final, o saneamento não pode ser utilizado. O outro bairro é que não tem culpa. Caso fosse o contrário. O bairro jogasse na porta do condomínio e dissesse que a culpa era da Compesa e não deles.

  3. Exatamente Marcius! Os moradores do bairro não tem culpa nem são obrigados a engolir o esgoto do condomínio citado na matéria. Sobre os entulhos Roberval, eu presenciei e filmei o despejo em uma área que NÃO recebe esse tipo de material para aterramento… logo, antes de mais nada o condomínio precisa rever suas práticas que tanto afetam os morados do bairro ao lado!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome