Moradora de Petrolina faz apelo à rede municipal para receber leite específico para a filha

1
Foto: Wanderley Alves

Carmem Antunes da Silva é moradora do bairro Vila Marcela, zona norte de Petrolina. Ela tem uma filha com autismo, que também possui um tipo de alergia que exige a introdução de um leite específico na alimentação.

O leite da fórmula Neo Advance é indicado para crianças que têm distúrbios na digestão e absorção de nutrientes. É o caso da filha de Carmem. De acordo com ela, o leite era fornecido pela Farmácia da Família gratuitamente todos os meses, mas foi suspenso desde maio.

Carmem afirma que muitas outras mães estão, assim como ela, sentindo-se prejudicadas. “Sempre que eu vou lá perguntar se o leite chegou, o que me informam é que o fornecedor não está conseguindo comprar para repassar para a prefeitura. Várias mães estão sofrendo com a falta desse leite porque as crianças são alérgicas e não podem tomar nenhum outro tipo, só esse.

A equipe do Blog entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Petrolina e está aguardando algum posicionamento em relação à falta do Neo Advance na Farmácia da Família.

Medicação Autismo

A filha de Carmem também precisa de uma medicação específica para crianças com autismo e está tendo dificuldades de receber do Estado. Mantendo a medicação da filha através de doações, ela se preocupa com o futuro incerto.

Ela afirma que em dezembro deu entrada em um processo e o juiz já deu a decisão, mas até hoje não conseguiu receber. “Disseram que está no jurídico de Recife, que é pra eu receber pela farmácia Pernambuco, mas até agora eu não consegui receber essa medicação pela justiça”.

As pessoas que tenham interesse de ajudar com a doação da medicação podem ir ao endereço, na Rua 7 da Vila Marcela, 245, em frente à igreja Batista. Ela também deixou disponível o telefone para contato: (87) 9 8854-1608 e (87) 9 8866-2554.

1 COMENTÁRIO

  1. Eu já vi essa mãe no GRTV e a prefeitura disse que uma nutricionista analisou o caso e disse que a menina já pode receber outros alimentos que não seja só o leite e que a prefeitura não iria disponibilizar. Se eu não estou enganada foi assim que eu ouvi.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome