Mobilização no Bairro Quati nesta sexta-feira voltará a pedir justiça para jovem assassinado a golpes de facão

3

allissonAlém do assassinato da menina Beatriz Angélica, que aconteceu no último dia 10 de dezembro em Petrolina e até o momento não tem nenhuma solução, outro crime bárbaro ocorrido na cidade motivou mais uma mobilização clamando por justiça.

Parentes e amigos do estudante Allisson Dantas, de 19 anos, sairão pelas ruas do Bairro Quati, zona norte da cidade, nesta sexta-feira (29), a partir das 16h, num grande ato público para cobrar punição para o crime.

A manifestação se concentrará em frente à Escola Dom Antônio Campelo e será encerrada no local onde Allisson foi brutalmente assassinado há cerca de seis meses no Quati. Os organizadores do ato pedem a quem participar para levar faixas e cartazes cobrando justiça às autoridades.

Allisson foi morto a golpes de facão, no último dia 30 de outubro de 2015. Na época o assassino, identificado como Resiélio Alves de Almeida, de 50 anos, alegou que o jovem estaria usando a internet wi-fi de sua casa. Aborrecido, o homem mandou Allison sair do local. Como não foi atendido, ele pegou um facão e atingiu a vítima na cabeça e nos membros, decepando uma das mãos do rapaz. Alisson chegou a ser socorrido, mas acabou morrendo quatro dias após a agressão. O crime chocou a população.

3 COMENTÁRIOS

  1. E nesse caso não tem desculpa porque a polícia tem a materialidade e a autoria do crime. A diferença é que a vítima não era da classe média, nem branco e nem mulher.

  2. O pior de tudo, é que esse ser desprezível que cometeu essa monstruosidade continua impune.Por favor coloca uma foto do assassino para que possamos compartilhar.Quem sabe assim alguém não denuncia.Com certeza deve ta tendo ajuda…#chegadeimpunidade#

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

4 × 4 =