Ministério do Desenvolvimento Social destina R$ 10 milhões para construção de cisternas no Sertão e Agreste de PE

0

O empreendedor social Antonio Souza (presidente da fundação que leva o seu nome) e o secretário executivo do Consórcio Intermunicipal Dom Mariano (Condomar), Edésio Medeiros, estiveram reunidos em uma audiência, em Brasília com representantes da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sesan) – respectivamente o titular da Pasta, Caio Rocha, e o diretor Francisco Fujita -, ligada ao Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Na ocasião eles protocolaram um ofício com uma solicitação de 2.900 cisternas para atendimento a famílias dos 13 municípios do Sertão e do Agreste de Pernambuco.

Rocha comprometeu-se em viabilizar um lote de 1.000 cisternas, ainda na petição de 2017, para o Agreste, onde existem duas organizações da sociedade civil selecionadas através do edital 03/2017; as outras 1.900 cisternas restantes seriam incluídas nas demandas do início de 2018.

Ao todo serão R$ 10 milhões, viabilizados para construção de tecnologias sociais (cisternas de 16mil/litros), através da parceria da Fundação Antonio Souza e Condomar com a Sesan, para serem investidos no fortalecimento da agricultura familiar nos municípios do Sertão e Agreste.

De acordo com o presidente da Fundação Antonio Souza, investimentos dessa natureza são essenciais para amenizar os efeitos da seca e ampliar as oportunidades do desenvolvimento social e econômico dos municípios.

Segundo o secretário executivo do Condomar, Edésio Medeiros, “para garantir um pleito ainda maior para o Interior de Pernambuco, precisamos investir na unidade dos gestores (as) públicos e no diálogo permanente com entidades da sociedade civil para melhorarmos a qualidade de vida das famílias. Neste sentido os consórcios são uma ferramenta fundamental para eficiência na gestão pública”, pontuou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

5 × cinco =