Minicurso sobre Contenção e Manejo de Onças em Vida Livre será realizado em Petrolina

2
(Foto: Reprodução)

Capacitar estudantes do último período dos cursos de Ciências Biológicas e Medicina Veterinária e profissionais da área que tenham interesse em atuar na conservação de onças de médio e grande porte. É com este objetivo que a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) realizará o minicurso Contenção e Manejo de Onças em Vida Livre. A atividade acontecerá nos dias 12 e 13 de outubro, das 8h às 18h, no auditório do Museu de Fauna da Caatinga, no Campus Ciências Agrárias (CCA), em Petrolina. As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas até 4 de outubro.

O minicurso é organizado pelo Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna) da Univasf e pelo Programa Amigos da Onça, vinculado ao Instituto Pró-Carnívoro; e conta com o apoio do 72° Batalhão de Infantaria Motorizado de Petrolina. Ao todo estão disponíveis 30 vagas. Os interessados devem realizar as inscrições acessando aqui. A taxa de inscrição para estudantes da graduação custa R$ 75,00 e para profissionais da área R$ 150,00.

A formação será ministrada pelos biólogos do Instituto Pró-Carnívoro Joares May e Cláudia Campos. O minicurso visa a abordar assuntos relacionados à biologia e ecologia das onças-pardas e pintadas, como os profissionais preparam os pontos de capturas e quais materiais podem ser usados, além de instruí-los para o manuseio de medicamentos durante e pós-contenção do animal.

Em abril deste ano o Programa ‘Amigo da Onça’, junto com os profissionais do Cemafauna, realizou uma ação de resgate de uma onça-pintada. O caso ocorreu nas imediações do Parque do Boqueirão da Onça, Interior da Bahia. Após a captura, a onça foi assistida por uma equipe de biólogos, veterinários e zootecnistas do Cemafauna. Durante 15 dias ela recebeu os cuidados necessários e foi reinserida na natureza.

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse minicurso será de uma utilidade sem comparação… onça pintada, não existe na região, já as pardas, deve haver umas seis ou sete espalhadas por esse sertão!!!!!!!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome