Militares do 72º BIMtz participam de curso de Pilotagem Defensiva

6
Foto: Ascom/divulgação

Cem militares do 72º Batalhão de Infantaria Motorizado (72º BIMtz) em Petrolina estão participando de um treinamento de pilotagem do programa Moto Amiga, cujo objetivo é reduzir o número de acidentes com motocicletas. Os cursos de Pilotagem Defensiva acontecem desde terça-feira (23) e prosseguem até amanhã (26), na sede do batalhão. No total são sete horas/aula, entre teóricas e práticas. As aulas são ministradas por instrutores da Honda, com o apoio da concessionária Pau Brasil Motos, e os cursos são certificados pela 8ª Ciretran/Detran-PE.

Entre os temas abordados estão a definição e elementos da pilotagem defensiva; condução em condições adversas; condução em situações de risco; ultrapassagens; derrapagem; ondulações e buracos; cruzamentos e curvas; técnicas de frenagem; uso de equipamentos de proteção; e manutenção correta das motocicletas.

De acordo com levantamentos, 70% dos acidentes de trânsito envolvem motos e, entre os principais motivos, estão a imprudência e a falta de equipamentos de segurança. Para tentar reduzir esses índices, além de cursos de pilotagem, o Moto Amiga realiza diversas ações preventivas, como palestras, educativas, dicas de pilotagem segura, e participação em operações da Lei Seca.

O programa é coordenado pela Assohonda (Associação Brasileira de Distribuidores Honda), através da NOA Nordeste II, Núcleo Operacional Assohonda, que atua nos estados de Alagoas, Pernambuco e Paraíba. Além de buscar uma aproximação com o público interessado em motocicletas, o Moto Amiga tem o objetivo de destacar ações que a Honda e suas concessionárias já vêm realizando para alertar todos os consumidores sobre como pilotar defensivamente.

6 COMENTÁRIOS

  1. E ai vão usar estes conhecimento onde?
    O que este pessoal das forças armadas produz de útil para a região, além de sugar muito recursos públicos, a título de curiosidade, o último conflito que o país participou foi a mais de 150 anos, a guerra do Paraguai,hoje um General recebe líquidos quase 30 mil reais, enquanto a grande maioria rala para sobreviver.

  2. Corrigidos:
    E ai vão usar estes conhecimentos onde?
    O que este pessoal das forças armadas produz de útil para a região, além de sugar muitos recursos públicos, a título de curiosidade, o último grande conflito que o país participou foi a mais de 150 anos, a guerra do Paraguai,hoje um General recebe líquidos quase 30 mil reais, enquanto a grande maioria rala para sobreviver.

  3. Marcos você é um alienado!
    Não vou aqui elencar as diversas ações realizadas pelas FORÇAS ARMADAS pelo País.
    Para teu conhecimento somente em nossa região o 72¤ BI Mtz coordena mediante Operação Carro-PIPA a entrega de água à população do sertão, levando água a quem precisa.
    Quanto a um General receber 30 mil reais, demonstra que vc desconhece cada questão posta em seu comentário, pois o maior salário, bruto, de General chega a 22 mil; e cerca de 19 mil líquidos.
    Quanto a vc, retire essa raiva das Forças Armadas DO seu sentido lento.
    Importante te orientar para que estudar bastante, pois caso contrário, não conseguirás um bom emprego. Detalhe, esses Generais aos quais vc se referiu possuem doutorado e falam, no mínimo, dois idiomas.
    Abraços Marquito!!!

  4. O problema não é general ser bem remunerado. O problema mesmo é que a reforma, levando em conta os militares, beneficiou co melhoria salarial apenas os generais que, inclusive, pensam que são donos do exército. Quanto ao tal doutorado, não se pode comparar os doutorados de escolas militares com os verdadeiros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome