Miguel Coelho e gestor da 3ª SR Codevasf anunciam projetos para duplicação da Avenida Transnordestina e implantação da Orla 3

3
Foto: Jonas Santos/PMP divulgação

Prometidas pelo prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, em sua campanha de reeleição no ano passado, a duplicação da Avenida Transnordestina e a implantação da Orla III caminham para sair do papel. Miguel e o gestor da 3ª Superintendência Regional (SR) da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, anunciaram nesta quinta (25) o desenvolvimento de projetos para as duas obras. As propostas devem ficar prontas em cinco meses para, em seguida, ser iniciada a licitação das obras.

A duplicação da Transnordestina é uma das principais ações do programa de governo para melhorar o fluxo do trânsito em Petrolina. O corredor já recebeu a implantação de iluminação em LED, que propiciou a redução de acidentes e melhorou a segurança ao longo da pista. “É mais uma obra pensando no futuro da mobilidade de Petrolina. Temos a meta de duplicar 15 avenidas até 2024, a Transnordestina é uma das mais estratégicas nesse plano”, justifica o prefeito.

Já a construção da Orla 3 é um projeto que pretende ampliar o calçadão existente na Cardoso de Sá, no trecho do Bêra D’água, até a Avenida Mário Rodrigues. Serão criados cerca de 4 km de corredor viário, ciclovia e passeios urbanos numa área em desuso atualmente. Com isso, além de melhorar a mobilidade do trânsito, o projeto pretende valorizar a região que margeia o São Francisco.

A solenidade simbólica teve a participação do senador Fernando Bezerra, que articulou os recursos junto ao governo federal. O deputado estadual Antonio Coelho também participou do anúncio.

3 COMENTÁRIOS

  1. Excelente notícia,
    esse empenho nunca visto antes.
    Petrolina se agiganta; agora vamos focar na geração de emprego. Gastar é bom, mas produzir é melhor!

  2. Agora a ORLA III sai do papel, aliás, o Governo Júlio Lóssio tentou por duas vezes, e todas duas vezes a obra foi mandada parar pela justiça. Mas pelo menos ficaram os projetos, e as negociações dos terrenos com a São Francisco Textil e a BIOVASF. Essa obra vai destravar o fluxo de veículos de quem vem das COHB’s Massangano, IV, V ,VI Rio Corrente etc., e que afunila na rua da antiga SOMASSA, pois quem vem dessas áreas para Juazeiro e o outro lado da cidade, não precisará passar pela antiga SOMASSA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

cinco + nove =