Michel Temer volta atrás e afirma que reforma política já deveria valer para 2014

0

Temer/Foto: G1/Reprodução TV GloboApós declarar pela manhã, em entrevista à imprensa, que seria “impossível” realizar um plebiscito sobre a reforma política a tempo de as novas regras valerem para as eleições do ano que vem, o vice-presidente Michel Temer emitiu uma nota na tarde de quinta-feira (4) para dizer que o governo “mantém a posição de que o ideal é a realização do plebiscito em data que altere o sistema político-eleitoral já nas eleições de 2014″.

Na nota, Temer diz que a declaração de mais cedo “relatou a opinião de alguns líderes da base governista na Câmara, em função dos prazos indicados pelo TSE para a consulta popular”.

Na última segunda (1º), a presidente Dilma Rousseff disse que “gostaria” que a reforma política estivesse concluída a ponto de vigorar na eleição do ano que vem. (Fonte: G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome