Mesmo com fogueiras proibidas no São João deste ano em Petrolina, lenha é vendida em alguns pontos da cidade

5
Foto: Wanderley Alves

Uma das tradições do São João no Nordeste, as fogueiras foram proibidas em Petrolina neste ano por conta do novo coronavírus Covid-19). A decisão da prefeitura, divulgada no último dia 4/06, baseou-se no argumento de que a fumaça, aliada ao cheiro da combustão, podem causar danos ao sistema respiratório. Mas nem todos estão obedecendo à medida.

Em alguns locais da cidade – a exemplo da Avenida dos Tropeiros e do Bairro Quati, na zona oeste – as madeiras estão sendo comercializadas normalmente.

Um desses vendedores, que não quis ser entrevistado, justificou informalmente ao repórter Wanderley Alves, no Programa Carlos Britto (Rural FM), que a prefeitura baixou o decreto tardiamente, depois que ele e outros já tinham retirado a madeira na caatinga. No geral, quem vende lenha para esse período costuma retirar o material a partir de fevereiro. Este ano não foi diferente, mas a pandemia atrapalhou os planos dos comerciantes. Ele contou que a tarefa é árdua e não dá, agora, para ficar no prejuízo.

A média de preços da fogueira é de R$ 25,00. Segundo informações, o vendedor não costuma fica no local, mas deixa o seu contato telefônico para os eventuais interessados. Ele explicou também que nem toda a lenha comercializada é necessariamente para fogueiras e pode servir para determinados estabelecimentos comerciais. Uma mulher informou à reportagem que a procura, no entanto, tem sido baixa.

5 COMENTÁRIOS

  1. O negócio é proibir, apareceu uma oportunidade de proibir, então vamos proibir. Não sou muito a favor de fogueira não, mas o que é que tem a fogueira a ver com a data festiva? problemas respiratórios? e as queimadas de cana da AGROVALE que além de provocarem problemas respiratórios, emporcalham as casas com aquela fuligem preta? ha! mais a AGROVALE produz emprego, e daí, quem está preocupado com emprego, é o Prefeito? se pararam tudo como é que agora estão preocupados com emprego? é só o Governo Federal imprimir dinheiro que o problema se resolve, não, o negócio é proibir. Sabe de uma coisa, nada é feito com planejamento, tudo é na base do vamos ver. As fogueiras do São João é só um dia, as queimadas da cana de açucar é durante o ano todo.

  2. Isso aí é precedente para proibirem as fogueiras e os fogos de artifício, os mimimizeiros há anos vem tentando isso, muitas cidades já aderiram, como várias capitais. Não deixem nossa cultura morrer, os que não gostanlm usem protetores auriculares e tomem antialérgicos, mas respeitem a liberdade do outro de festejar suas tradições.

  3. São João é uma vez por ano. A fumaça das fogueiras não irá matar ninguém. A fuligem da Agrovale é o ano quase todo e ninguém proíbe. Os governantes estão brincando de semiditadores, sempre proibindo alguma coisa. As fogueiras não são tantas assim, além disso, o tempo de queima é bem pequeno. Arranjem outra desculpa para acabar com essa tradição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome

2 × cinco =