Medo da chuva

2

O tempo nebuloso em Petrolina, desde o dia de ontem (7), traz à tona uma velha preocupação: a falta de infraestrutura da cidade para receber as chuvas que ameaçam chegar.

Os quase 30 minutos de temporal, no final da tarde de terça, foram suficientes para provar que esse medo é perfeitamente compreensível.

Em vários pontos da cidade, a exemplo da Avenida da Integração, as águas provocaram alagamentos.

Hoje (8), por exemplo, alguns comunitários manifestaram aborrecimento, em programas de rádio locais, com a situação de suas ruas que ainda não foram pavimentadas. Por lá, o lamaçal deixado pela chuva é inevitável.

E infelizmente esta história repetida poderá ser a cena mais comum pelos próximos dias ou meses, até a próxima estação. Pelo menos enquanto houver período chuvoso.

2 COMENTÁRIOS

  1. CHUVA PARA MIM, AQUI NO NORDESTE, É COMO UMA MÚSICA SUAVE E AGRADÁVEL, QUE LAVA NÃO SÓ O CORPO FÍSICO, MAS QUE LAVA A ALMA. RELEMBRA ÉPOCAS DISTANTES, ONDE A INOCÊNCIA E A LIBERDADE ERAM AS MAIORES RIQUEZAS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome