Médicos da rede municipal de Juazeiro passam por capacitação sobre diagnóstico de hanseníase

0
Foto: Ascom PMJ/divulgação

Com o objetivo de atualizar os conhecimentos na área clínica para os atendimentos, diagnósticos e tratamentos, a Secretaria de Saúde de Juazeiro, por meio da equipe de Educação Permanente, programou em parceria com o Núcleo de Saúde da Região Norte uma manhã de atualização voltada ao diagnóstico de hanseníase para os profissionais médicos da rede municipal. A médica e vice-prefeita Dulce Ribeiro fez a abertura do evento.

A dermatologista, hansenologista, sanitarista e professora da Univasf, Tânia Moreno, falou sobre como a hanseníase pode se desenvolver e apresentou tópicos do que difere um diagnóstico positivo e o que pode ser descartado. Além de um momento de perguntas e respostas com os profissionais, concluiu com pontos específicos para o diagnóstico antecipado, sendo o ponto crucial no tratamento e melhora do quadro clínico do paciente.

De acordo com  Drª.Tânia, a hanseníase é uma doença que se apresenta de várias formas e, por apresentar um número significativo de casos é preciso que se faça o diagnóstico precoce “para assim evitar que o paciente tenha incapacidades e também para evitar que haja um número elevado de pacientes não detectados“, explicou.

Ela ainda acrescentou que essa atualização com os profissionais da rede visa a relembrá-los a respeito de vários aspectos do diagnóstico, do tratamento e das evoluções do paciente, “bem como das condutas do ponto de vista da saúde pública: o controle dos comunicantes, as vacinas, o procedimento na rede”, concluiu.

Dados

A equipe de Vigilância Epidemiológica do município apresentou aos médicos dados já diagnosticados e em tratamento no município referente aos primeiros 10 meses de 2018 com número de 108 casos notificados. Para a superintendente de Vigilância em Saúde, Tatiane Malta, “é importante classificar o tratamento para que o paciente não transmita às pessoas com quem convive e nem tenha complicações com a própria doença. A iniciativa teve apoio do Núcleo Regional Norte de Saúde e essas parcerias são formas de fortalecer a nossa educação permanente e assim qualificar assistência para levarmos à população”, expôs.

O tratamento ao paciente diagnosticado com hanseníase é gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS), tem início na própria unidade de saúde e em Juazeiro os medicamentos são distribuídos através do Núcleo Regional de Saúde Norte. O médico Rafael de Abreu Maynart, que atende no Distrito de Maniçoba II, ressaltou o esforço da Pasta em promover capacitações com os profissionais “Todos os integrantes da rede da atenção básica estão sendo contemplados. Saio com a certeza de estar mais apto a realizar minhas atividades diárias nas unidades”, avaliou. Com informações da assessoria da PMP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome