Médico do posto denuncia:Pronto Atendimento do José e Maria está sem médico

por Carlos Britto // 02 de junho de 2009 às 07:22

O Pronto Atendimento do bairro José e Maria está sem médico desde as vinte horas desta segunda-feira. A informação é do próprio médico que atende no posto, Dr. Aluílce Vasconcelos que desabafou:

“Sou médico e trabalho lá e já não fomos trabalhar ontem… Isso porque estamos sem contrato desde a meia-noite… Ou seja, de meia-noite do domingo para a segunda. Se nada mudar, no próximo dia 16 faremos o mesmo no Hospital de traumas… E mais, Sexta-feira, nove da manhã, vamos concentrar os médicos petrolinenses no pátio do IMIP/Dom Malan para uma manifestação pública e uma caminhada até o Traumas” finalizou.

Médico do posto denuncia:Pronto Atendimento do José e Maria está sem médico

  1. Ivo Mendes disse:

    Carlos brito a diarista da minha casa foi atendida normalmente naquela unidade de saúde hoje às 6h da manhã. Essa turma de médico quer ganhar muito, trabalhar pouco e ainda torcer pelo pior.

    Ela foi atendida por um médico plantonista, tomou nebulização e veio trabalhar normalmente.

    Muito estranha essa informação desse doutor.

  2. Ivo Mendes disse:

    Sugiro aos leitores deste blog que desconfiem de informações enviadas por médicos que querem instalar um clima de terror entre nós: o posto de saúde do José e Maria segue com seu atendimento normal com médico plantonista.

    O objetivo deles é inviabilizar o Traumas e chantagear Julio Lossio.

    Não sou eleitor de JL, votei em Gonzaga e jamais voto em Julio Lossio mas torcer para inviabilizar um serviço básico à população é covardia com os mais pobres.

    Quero registrar que já sofri um péssimo atendimento num hospital privado da cidade (que prefiro nem citar). O curioso é que o médico que me atendeu, um cardiologista, é cão de guarda do Dr. Jordão no sindicato. Péssimo atendimento, num hospital particular: o drama da saúde não é privilégio dos mais pobres.

  3. Ivo Mendes disse:

    O objetivo dessa classe sem escrúpulos é inviabilizar a saúde em Petrolina e no Estado de Pernambuco. Ainda bem que temos um prefeito forte e um governador atuante para combater os abusos dos médicos que prestam um serviço imundo e querem estar acima de Deus.

    Viva Dr. Luis Gustavo, médico infectologista que abraça a sua missão com amor e dedicação aos pacientes que sofrem de tuberculose, AIDS, hanseníase e outras doenças no posto de Saúde da vila Eduardo.

    Aos mercenários de plantão: os novos formandos da UNIVASF vêm aí!

  4. Ivo Mendes disse:

    A hora é de unir forças. Essa classe médica acha que é instransponível!

    Você acha justo hanhar R$ 1.600,00 por um plantão de 24 horas?

    Pois é, com este plantão, um médico só precisa trabalhar 10 dias para ter um salário de R$ 16.000,00

    Você, leitor do blog, acha isso justo?

    A desigualdade começa aí.

    Médicos cheios de direitom, não reivindicam melhorias nas condiçoes de trabalho: para eles, importa é ganhar muito, trabalhar pouco e a população que se dane.

  5. PETROLINA NÃO PODE ESPERAR! disse:

    Bom dia Brito.

    As reivindicações dos médicos são justas, devem ser remunerados bem, agora compete a Secretaria de Saúde fiscalizar para que a população seja bem atendida e se não tiverem o atendimento digno que o Secretario demita os médicos que não atenderem bem a população pois faça rezar isto no contrato e acaba toda a bagunça que aí está.

  6. SOBREVIVENDO disse:

    A classe médica sempre foi uma categoria bem remunerada e precisa continuar sendo. São responsáveis pela saúde da população, por vidas! Exatamente por isso, Julio buscou o apoio total dos médicos e conseguiu uns 80%. Só que a classe agora sabe o quanto foi iludida. Aliás, Julio iludiu a muita gente.

  7. Diogenes - filosofo Grego disse:

    Quanto aos comentários da pessoa ficticia Ivo Mendes, ele deveria procurar conhecer a realidade dos fatos e não esta defendendo um prefeito que esta perdido no tempo a no espaço, junto a um secretario de saúde incompetente e sem transparência. Vejo nas declarações do Ivo Mendes a figura notória de um puxa saco de plantão. A classe médica de Petrolina e os demais médicos de Pernambuco e do Brasil é formada por homens dignos e sinceros. Sabemos que pode existir alguns que não honram a sua profissão, assim como existe juízes, delegados, promotores, padres pedofilos, etc. Reintero não somos mercenários, não somos traficantes, não somos ladrões, não somos mal caractéres. Somos cidadões honestos e comprometidos com a saúde pública. O que esta faltando é a boa vontade da Secretaria de saude e do Prefeito tomar as decisões acertadas conforme as palavras da Promotora de Justiça Ana Rubia disse no plenário da camâra de vereadoes o que esta faltando em Petrolina é Gestão.

  8. Só esclarecendo:
    O “posto do josé e maria” é na verdade o PRONTO SOCORRO do bairro, que é chamado de PAS ou UPA.
    Quanto às nossas reclamações:
    Pedir um contrato que nos dê férias e décimo terceiro é pedir muito?
    Então não temos o direito de adoecer? Não temos direito a causa trabalhista nenhuma? Não temos direito de reclamar das carência técnicas dos diversos locais de trabalho?
    O que queremos é DIGNIDADE e não voltaremos ao trabalho até que o contrato nos dê todos os direitos legais, tanto trabalhistas como sindicais.
    Não vamos trabalhar sem contrato. E não vamos assinar qualquer contrato “chulo”.
    aluilce@spfc.com.br

  9. Robson Siqueira disse:

    É facil dizer que os medicos são os mocinhos da historia, mas a verdade é outra.

    Proponho que todo o dinheiro investido na formação destes em universidade publica fosse devolvido. Aí vcs poderiam fazer grupinhos para chantagear e extorquir a prefeitura e estado.

  10. Duas mentiras acima, contadas pelo tal IVO:
    Primeiro que a pessoa foi atendida às 6 da manhã… repito, não havia e nem haverá médico lá… até o último dia 31 tinhamos contrato, mas ontem já estavamos sem contrato… os médicos do plantão diurno ainda trabalharam, pois a assembléia que optou por parar os trabalhos definiu isto apenas às 20h de ontem, numa reunião na sede da UNIMED.
    Segundo que a pessoa “tomou nebulização” está mentira é ainda maior pois lá nem nebulizador tem. Ô cara mentiroso!
    aluilce@spfc.com.br

  11. E pra completar, quero dizer que nossa “bandeira” maior é que, como DETERMINOU a promotora ANA RÚBIA, haja um concurso público para a área médica. De todos os ítens da nossa “PAUTA DE REIVINDICAÇÃO” o concurso é a principal. Em 180 dias deve haver concurso público – nos moldes do Estado – com a posse dos concursados dentro deste prazo.
    aluilce@spfc.com.br

  12. E mais: não se trata de “greve”. Uma vez encerrados os contratos nossa paralização não pode ser taxada de “greve” e sim de demissão.
    Terminou meu contrato e ele não foi renovado!!! Por isso não vou tratalhar!!!
    aluilce@spfc.com.br

  13. Robson Siqueira disse:

    Em 2006 meu querido pai faleceu no HDM, ele teve um AVC seguido de Parada Cardiaca após o medico mandar aplicar uma injeção nele, vou relatar o que o medico me disse antes: ‘Vou aplicar uma injeção que irá baixar a pressão e o tesão.” Depois disso meu querido pai faleceu. Este safado que se diz medico tem sorte de ainda continuar a respirar só Deus para segurar o meu braço.

    Poderia o prefeito pegar a ideia de instalar cameras para fiscalizar o atendimento.

  14. Robson Siqueira disse:

    O prefeito de Foz do Iguaçu (PR), Paulo Mac Donald, iniciou uma polêmica. Ele instalou câmeras em um posto de saúde para fiscalizar todos os detalhes do atendimento ao público, mas nem todo mundo aprovou.

    As câmeras e o microfone vigiam a recepção do posto de saúde. Os equipamentos também registram o que acontece na farmácia e no local onde fica o cartão ponto. As imagens e as conversas vão pela internet diretamente para o gabinete do prefeito. Além do prefeito, a secretária de Saúde e a chefe do posto podem acessar, ao vivo, as imagens pela internet.

    fonte: http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vidaecidadania/conteudo.phtml?id=879382

  15. O que nós médicos estamos pedindo deixou de ser uma regalia desde o Governo de Getúlio Vargas.
    É um absurdo em pleno 2009 trabalhar sem férias ou décimo terceiro.
    aluilce@spfc.com.br

  16. Dr House disse:

    Concordo plenamente com as palavras do médico Aluilce, os médicos não podem trabalhar sem contrato prévio , sem direito a férias e a décimo terceiro, onde estão as leis trabalhistas? A maioria dos médicos são profissionais autônomos, ganham o que produzem, poucos têm o privilégio de ser concursado e ter um salário digno com a sua missão, os concursos na área de saúde são escassos e quando acontecem são para abrigar os apadrinhados políticos, onde se comprovam diversas fraudes nesses concursos fictícios. Porque ninguém aqui questiona o salário dos juízes, promotores, procuradores e auditores? Esses recebem salários em média de 15000 reais para trabalhar meio expediente, com direito a férias e a décimo terceiro salário. Sem falar nos nossos digníssimos representantes , deputados e senadores, que recebem em torno de 100000 reais por mês , quando somados salário e vantagens. Os médicos estão reivindicando melhores condições de trabalho, melhores salários , a prefeitura deve fazer sua parte, dialogando e chegando a um acordo , onde no final , o maior beneficiado vai ser o povo que vai voltar a ter atendimento médico gratúito. Sou a favor de fiscalização diariamente nos postos de saúde, de olho nos horários não só dos médicos mas também das enfermeiras, sou a favor também que se coloque formulários de avaliação do trabalho do médico e da enfermeira, se a população não aprovar, demissão . Parabéns Dr Aluilce, você está valorizando seu trabalho, os outros médicos deveriam fazer o mesmo, tá na hora de mudar a saúde de Petrolina, a população não aguenta mais tanto sofrimento.

  17. Dr House disse:

    Sr Robson, sinto muito pelo que aconteceu com seu pai, a atitude deste médico não é digna de alguém que mereça exercer umas das profissões mais bonitas e humanas. Algúns médicos , principalmente a classe dos NEUROCIRURGIÕES, são representadas por pessoas desumanas e prepotentes, arrotam arrogância, se acham os deuses da medicina, esqueceram todo o juramento de HIPÓCRATES, e a maioria só visa mesmo o dinheiro. Mas não desanime, existem ainda muitos médicos humanos e éticos, não podemos generalizar, em toda classe existem os bons e maus profissionais. Nada melhor que a concorrência, Petrolina já conta com uma faculdade de medicina, não sei ainda a qualidade dos alunos e que tipo de médico sairá de lá, visto que os mesmo realizam estágios com as rapozas velhas da medicina, muitos sem qualificação nenhuma para poder transmitir qualquer tipo de conhecimento absorvível, é esperar pra ver.

  18. olhos atentos disse:

    Tá na cara que tem gente da prefeitura viciando as opiniões enviadas ao blog.
    Ontém houve sim uma assembleia do sindicato dos médicos e ficou decidido que sem contrato não há serviço. Está errado?
    Uma empregada doméstica tem sua carteira assinada, pq os médicos não podem ter também? Julio Lóssio também é prefeito dos médicos, essa prefeitura precisa olhar isso…será que esse oftalmologista tá cego? Se Julio Lóssio faz isso com os próprios colegas de profissão imaginem o que ele pode fazer com a população.
    O povo clama nas ruas…não há nada de mudança até agora. Tanto aperto nas contas e essa economia está indo para onde? Acho que nós da população precisamos enxergar melhor o que está acontecendo. Só não podemos mais continuar usando lentes distorcidas da realidade frusta que esse prefeito prescreve diariamente para todos nós.

  19. PAZ disse:

    ESSE DOIS MEDICOS SÃO ARRETADOS DE BOM E DESSE QUE A SAÚDE DE PETROLINA PRECISA DE MEDICOS QUE SABEM ABRIR A BOCA E FALAR A REALIDADE DA CLASSE , ENQUANTOS MUITOS FICAM CHATEADOS MAL HUMORANDO E NEM OLHA PRA CARA DO PACIENTE VAI LONGO PENSADO EM PASSAR QUAL REMEDIO NEM LIGA ISSO POR QUE TEM PESSIMO SALARIO TEM MEDO DE ABRIR A BOCA ENTÃO GOSTO DE PESSOA QUE BUSCA SEU DIREITO E NÃO MALDRATE O DOENTE. CLARO QUE TEMOS EXCELENTE MEDICOS QUE MUITAS VEZ NÃO SABE IR BUSCA DOS SEUS DIREITO TÁ HORA TODOS O MEDICOS REDE PUBLICA DE PETROLINA SE REUNIR E COMBRA PARA MELHORAR A SAUDE DE PETROLINA.
    CADE O PREFEITO DA SAUDE DE PETROLINA??rsrs O ARGUMENTO E QUE TEM POUCO TEMPO DE ADMINISTRAÇÃO MAS E IMPORTANTE LEMBRAR QUE SAÚDE E EDUCAÇÃO E PRIORIDADE.

  20. pedro disse:

    Dr Aluilce, Dr House, aonde chegamos .à insanidade de defender, em nome de um carguinho, o indefensável, as coisas estão na cara, erradas sem rumo, e ainda vem estes insan os defender, doutores me respondam : incompetência tem cura?

  21. Pedro disse:

    Dr. por favor me responda: BABA pega? este ivo deve estar acometido do mal da Baba ( comum àqueles que detem cargo apadrinhado)

  22. Fernando disse:

    O Secretário tem que aceitar a demissão dos médicos. Vai aparecer o triplo vindo de Recife e Salvador para trabalhar aqui. A Prefeitura de Petrolina paga o dobro do que as prefeituras dessas duas capitais.

  23. Sim, claro e alguns deles já se encontram no hospital de traumas, mas na verdade estão recebendo MAIS do que era pago aos colegas que lá estavam.
    aluilce@spfc.com.br

  24. Recado ao Sr. Ivo Mendes disse:

    O sr. Ivo Mendes, repete o q a Enfermeira do PSF postou em um outro post:
    “Pois é, com este plantão, um médico só precisa trabalhar 10 dias para ter um salário de R$ 16.000,00”

    O Senhor trabalha quantas horas por dia?? Se trabalha 8h/dia, de segunda a sexta, sua carga horária é de 184h/mês, considerando um mês sem feriado. O médico que trabalha 24h, 10 dias no mês, faz uma carga horária de 240horas!!!!!!!!!!!!!! Quer comparar??? E ainda fala “SÓÓÓ 10 dias!!!” VAi aprender a fazer contas de carga horária…. Além do mais, médico não tem direito a feriado, a uma noite de sono quando está d eplantão, tudo isso tem q ser levado em conta quando se fala em remuneração!!! Ah, fala sério, bando de frustrados!!!!! Mercenários, invejosos e pobres de espírito são vocês. Não esqueçam q cedo ou tarde vcs precisarão de um médico na vida de vocês….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *