Marília Arraes acha difícil concorrer à Prefeitura do Recife e aposta em Cristina Costa para ser o nome do PT em Petrolina

14
Foto: Blog do Carlos Britto

Mantendo-se coerente com seu discurso em relação ao governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), a deputada federal Marília Arraes (PT) reconheceu que o momento para pensar novamente numa candidatura majoritária é bem diferente agora, ao contrário do ano passado, quando pleiteou disputar o Palácio do Campo das Princesas. Em entrevista na manhã desta sexta-feira (21) ao Programa Carlos Britto, na Rural FM, a parlamentar considera remota a chance de vir a brigar pela Prefeitura do Recife.

Minha situação partidária é complicada. Sou oposição ao PSB, tanto na capital quanto no governo do Estado. Inclusive fui líder da oposição no Recife, até pouco antes de entrar para disputar a eleição (ao governo), e por coerência me mantenho nesse posicionamento. E o PT participa desses dois governos”, ponderou.

Segundo Marília, essa conjuntura exigirá um debate interno “bem exaustivo”. “Agora é diferente, até porque estamos num processo de eleição interna do partido. Houve, agora, uma campanha de filiação e no próximo semestre vai haver as eleições para escolher a direção municipal, estadual e nacional. Com certeza ainda tem muita água para rolar”, destacou.

A deputada garantiu estar completamente tranquila quanto ao assunto e feliz por considerar que está desempenhando um bom primeiro mandato na Câmara dos Deputados.

PT de Petrolina

Perguntada sobre a sucessão municipal de Petrolina, Marília preferiu não entrar no mérito quanto ao provável apoio de Paulo Câmara ao nome do atual presidente do IPA, Odacy Amorim (um dos principais nomes do PT na cidade) para concorrer à prefeitura.

Assim como na capital pernambucana, a deputada frisou que essa é uma pauta a ser analisada pelo diretório municipal, a fim de evitar o mesmo equívoco do ano passado. Apesar disso, Marília mostrou-se disposta a apoiar o nome da petista Cristina Costa, que integra seu grupo político e também estaria disposta a colocar seu nome. “Sou uma entusiasta do mandato e da trajetória política da vereadora Cristina Costa. Acho que ela seria uma excelente candidata, tem muita experiência, e acho também que é a vez das mulheres”, argumentou. A deputada, no entanto, deixou claro que a decisão do partido não pode ser atropelada. “Respeitarei essa decisão, seja ela qual for”, completou.

14 COMENTÁRIOS

  1. Coitados,,,,,,kkkkkk Essa eleicao pra Prefeito de Petrolina Miguel ganha sem precisar gastar dinheiro….E quem entrar na disputa prepare pra jogar dinheiro fora……MIGUEL COELHO 2020..Prefeito reeleito..Parabens Miguel pelo trabalho que tem feito pela sua Terra.
    .

  2. Ja esta provado que pra administar Petrolina tem que ter sangue Petrolinense nas veias, Basta de forasteiro aqui…E PT quanto mais longe de Petrolina melhor…..Essa partido foi e e um atrazo……. ( PREFEITO MIGUEL COELHO 2020)

  3. O Povo confunde frei de caminhao com frei Damiao…Pensa que pra ser Prefeito de uma cidade como Petrolina e facil como Juazeiro da Bahia onde a Vereadora reside…..Se candidata ai na sua terra ….. Tenta fazer algo de bom pela sua terra Natal Cristina Costa ai e que e o seu devido lugar….. Juazeiro precina melhorar em todos os aspectos Vereadora seria um ato de grandeza da sua parte……Faça alguma coisa pela sua Cidade Cristina Costa.

  4. Miguel pode fazer a campanha em casa, balançando na rede . Vai ganhar de lapada, Seja quem for o candidato e mesmo que não faça mais nada de agora em diante. O que ele já fez já lhe garante a reeleição. Detalhe: não votei em Miguel, mas sei valorizar quem trabalha pela cidade.

  5. Finalmente Marília tá fazendo o que no Pt?
    Quis ser candidata a Governadora, Humberto Costa disse q não!
    Quis ser candidata a prefeita do Recife e já calaram a boca.
    Marília vc parece q tem rabo preso com o Pt

  6. Não sei como será a formação da chapa, mas marília como candidata é furada. Com certeza joão campos sera convencido pelo PSB a ser candidato pelo fato do caixa da PCR ser bem maior e manter a hegemonia do partido. Ele ganha fácil e tem a compra dos redutos eleitorais tanto nas partes carentes quanto nos bairros nobres. Ninguém é páreo pra ele. Já o túlio gadelha se trabalhar bem a sua imagem, como ele trabalha nas redes sociais, pode ser bastante ameaçador a joão campos. Ao analisar a sua desenvoltura, oratória e propostas políticas, nesses 2 anos pode crescer bem, levar a PCR e quebrar esse monopólio do PSB.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome