Maria Elena reage a declarações de Gabriel Menezes: “É leviandade chamar aliados do prefeito de capangas”

4

Recentemente de volta à Casa Plínio Amorim, a vereadora governista Maria Elena (PRTB) não deixou barato às críticas de um dos integrantes da bancada de oposição, Gabriel Menezes (PSL), o qual disse na semana passada não ter medo “dos capangas” do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB). Incomodada com o termo, a vereadora pediu “mais respeito” ao colega de Legislativo.

Num discurso contundente, Elena dirigiu-se a Gabriel afirmando que o vereador “foi leviano” ao tachar de forma pejorativa os aliados do gestor. “O que estamos vendo nesta Casa são discursos de ódio e de desrespeito. Fui opositora do ex-prefeito Julio Lossio durante oito anos, mas nunca os senhores me viram chamando pessoas ligadas a ele de capangas. Pelo contrário, quando fui presidente da Mesa Diretora o ajudava, colocando seus projetos”, declarou.

A governista afirmou ainda que há colegas se achando “deuses” na Casa, quando não são. Dizendo acreditar na seriedade do seu grupo, liderado pelo senador Fernando Bezerra Coelho (MDB) e o deputado federal Fernando Filho (DEM), Elena saiu em defesa do atual prefeito, Miguel Coelho (PSB), que para ela tem recebido críticas injustas.

O prefeito está acertando em muita coisa, mas é apenas um ano e quatro meses. Tem de fazer mais, mas não dá para avaliá-lo como um prefeito relapso, incompetente. Pelo contrário. Há muitas coisas novas acontecendo na cidade na área do esporte, cultura, saúde, mobilidade”, ressaltou Elena, deixando claro que também cobrará quando necessário.

Jogo duro

Sem demonstrar ter se excedido nas suas declarações, Gabriel Menezes não apenas manteve o termo, como disse que ‘capanga’ ou ‘bajulador’ é pouco para tachar os aliados de Miguel. O oposicionista lembrou um fato ocorrido na entrega simbólica dos títulos de posse a famílias dos Residenciais Nova Vida I e II, ao tomar conhecimento de que Miguel teria dito que ele (Gabriel) não passaria pela Avenida Sete de Setembro quando a duplicação foi concluída. “Ele não é o dono das vias públicas da cidade”, provocou. O vereador passou a alfinetar a gestão após as obras terem sido paralisadas por conta das chuvas, mas fez questão de reconhecer a retomada dos serviços no início da semana. “Não estou aqui para defender governo anterior ou atual. Meu foco é o povo de Petrolina”, finalizou.

4 COMENTÁRIOS

  1. Eu não consigo compreender como os representantes do povo, agem com postura medíocre.. Por isso o Brasil tá na lama, ao invés de termos representantes competentes temos debojados metidos a humorista… Vereador de um mandato só!

  2. Concordo com a vereadora. Eles não são capangas do prefeito. São subservientes, são escravos e escravos são tratados como “res” coisa. E coisa tem dono, ou seja, o prefeito é o dono deles. E é para o prefeito que eles trabalham e prestam conta. E o povo? Só será povo novamente nas eleições.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome