Maria Elena mantém esperança de PSB unido

0

maria elenaA vereadora Maria Elena vem mantendo um último fio de esperança na união do PSB de Petrolina para as eleições de 2016, apesar de as divergências internas da legenda tomarem um rumo cada vez mais definitivo.

Durante a sessão de ontem (1) na Casa Plínio Amorim, Maria Elena disse que “o tempo todo” o grupo do senador Fernando Bezerra Coelho – do qual faz parte – vem “fazendo gesto” com os dois parlamentares insatisfeitos dentro do partido: Lucas Ramos e Gonzaga Patriota. Segundo ela, ambos foram insistentemente convidados para a Agenda 40, que acontecerá amanhã (3) no Jardim Amazonas, zona oeste da cidade.

Tanto Lucas quanto Gonzaga condenaram a forma como aconteceu, em agosto, a posse do deputado estadual Miguel Coelho como presidente da comissão provisória do PSB em Petrolina. Gonzaga, até então, comandava o partido na cidade e se considerou “traído”. Já Lucas tachou de “manobra” o que considerou ser “um projeto familiar” do senador, uma vez que eles não foram consultados sobre o processo de escolha da comissão.

Maria Elena, no entanto, considerou “normal” Miguel ser o escolhido, porque ele e seu irmão, Fernando Filho – além de FBC – saírem majoritários nas urnas em Petrolina, nas eleições do ano passado.

Desgaste

Mesmo com todo esse clima de instabilidade, a vereadora voltou a dizer que o mesmo erro de 2008, quando o PSB viveu um momento semelhante (protagonizado pelo então prefeito Odacy Amorim e o deputado Gonzaga Patriota), não se repetirá.

Rumores dão conta de uma possível saída de Lucas para outra legenda, inclusive o PMDB do prefeito Julio Lossio, como uma alternativa para vir a disputar a prefeitura no ano que vem. Lucas, no entanto, vem negando reiteradamente, garantindo que fica no partido. Maria Elena também acredita que ele não tome essa atitude, bem como Gonzaga volte atrás na decisão de ser ele o candidato a prefeito, já que o parlamentar se lançou como pré-candidato na mesma época da posse de Miguel à frente do partido.

Mas caso isso aconteça, ela assegurou que a legenda não irá abalada para a disputa municipal. “Se a decisão final deles for realmente seguir outro caminho, tenham a certeza que o PSB vai sobreviver do mesmo. Seria uma loucura a gente admitir uma ruptura no partido, mas temos a real sensação de que não seria provocada por nós”, ponderou Maria Elena.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome