Manifestação vai pedir a troca do delegado responsável pelas investigações do Caso Beatriz

6

marceone delegadoCansados de esperar por uma resposta concreta sobre as investigações do caso da menina Beatriz Angélica Mota, brutalmente assassinada no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Petrolina, no dia 10 de dezembro passado, um grupo de manifestantes fará um novo protesto nesta sexta-feira (9), a partir das 7h. Desta vez, no entanto, o foco será a saída do delegado Marceone Ferreira, que está à frente das investigações.

A concentração acontecerá na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, próximo ao Monumento da Integração. De lá, os manifestantes seguirão até à Delegacia de Homicídios, onde pretendem falar com o delegado. Em seguida eles caminharão até o o Fórum Dr.Souza Filho. Em comunicado na página oficial no Facebook, o grupo afirma que o movimento pretende “cobrar do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) esclarecimentos em respeito às ações da força-tarefa designada para o caso, fiscalização do trabalho da polícia e substituição do delegado“. O Blog vai procurar ouvir o delegado Marceone sobre o fato.

6 COMENTÁRIOS

  1. Nossa!!! sério mesmo que vão pra frente da delegacia agora após 09 meses!? após terem defendido a polícia com unhas e dentes, terem conseguido alguns recursos e nunca citar a polícia nas manifestações!? Em todas as entrevistas o delegado era evasivo e nunca confirmava falta de recurso ou mesmo que existia um descompasso entre eles e o MP. Por qual motivo será que trocaram a delegada anterior? por qual motivo colocaram especificamente este delegado a frente do caso? é muito mistério viu! por que corre em sigilo? por que só agora a cobrança ao delegado? não é a população que tem que resolver este caso não, é a POLÍCIA, com a cobrança do MINISTÉRIO PÚBLICO. É muito ego, ganância e incompetência juntos. Se tivessem interesse em resolver esse caso não dispensariam a ajuda de ninguém. Sanguinetti tá aí direto cobrando das autoridades … ainda bem! de certa forma ainda está ajudando pois faz lembrar deste crime horroroso mensalmente através de seus textos cobrando justiça, no meu entender já é uma grande ajuda, pois tem renome e suas observações se espalham pela mídia deixando-o em evidência, mas creio que poderia ajudar muito mais. Mas como agora tem outros entraves no meio de campo né? ninguém quer.

  2. Hoje na Polícia Científica de Pernambuco existem apenas 118 Peritos Criminais que são os responsáveis pela cenas dos crimes contra a vida. Por lei o estado de Pernambuco deveria ter 270 Peritos Criminais, pelo menos, lei de 2007!!

    Se procurarem por reportagens vão encontrar uma matéria da globo no ano de 2014 que fala das difíceis condições de trabalho que os membros da Polícia Civil de Pernambuco estão tendo. Falta estrutura apropriada para se fazer análises mais adequadas, investimento no aperfeiçoamento dos profissionais da área, fora isso, o sobrecarregamento de atividades para os mesmos devido ao baixo quantitativo de Peritos Criminais, Policiais Civis, Delegados e etc. Recentemente saiu uma matéria no UOL falando de greve por parte dos Delegados.

    Creio que este crime seja difícil de ser solucionado, talvez por falta de evidências mais concretas ( O sistema de segurança do Colégio era precário, porém qual colégio de Petrolina era referência nesse quesito para uma situação tão atípica como essa?), por uma abordagem equivocada por parte dos peritos no início da investigação e etc. Não me cabe afirmar nada.

    Vejo o pessoal muito fantasioso com relação ao colégio e os responsáveis pelas investigações, devemos ficar atentos a tudo e realmente nenhuma hipótese deve ser descartada. Porém seria de bom tom ressaltar as dificuldades que a Polícia Civil de Pernambuco está enfrentando e não nos atermos em julgar o colégio e os profissionais da área como vilões. Devemos cobrar ao estado melhorias na segurança pública.

    Torço para que o caso seja solucionado, seria um afago ao coração dos Pais e de todos que se solidarizaram com o caso saber que a justiça foi feita. Além do mais a sociedade ficaria livre deste(s) sociopata(s) em questão.

    Sugiro ao Blogueiro fazer uma matéria a respeito das dificuldades enfrentadas hoje pela Polícia Civil e Científica de Pernambuco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome