Manifestação de caminhoneiros prejudica equipe da Fera Sertaneja

por Carlos Britto // 01 de novembro de 2022 às 13:00

Foto: WhatsApp/reprodução

A greve atingiu em cheio a equipe do Petrolina Social Futebol Clube (PSFC) nesta terça-feira (1). Jogadores e comissão técnica da Fera Sertaneja estão presos na rodovia que liga a cidade de São Caetano (Agreste de Pernambuco) ao Recife.

O time está se deslocando desde as 21h de ontem (31/10) para enfrentar o Ipojuca em Cabo de Santo Agostinho nesta quarta-feira (2), pela Série A2 do Campeonato Pernambucano, e ficou preso na manifestação, que acontece neste trecho da estrada.

Até o final da manhã, os jogadores aguardavam dentro do ônibus a liberação para que se prossiga a viagem, que já dura mais de 13 horas. O técnico da equipe, William Lima, falou que falta alimentação para os atletas no momento. A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) já emitiu um comunicado informando que possivelmente seja adiada a rodada desta terça e a de amanhã da Série A2.

Manifestação de caminhoneiros prejudica equipe da Fera Sertaneja

  1. PENSADOR disse:

    Voltaire, filósofo francês disse, “é duro lutar pela liberdade de um povo que prefere viver escravizado”. Isso é a cara do Nordestino que prefere viver tutelado pelo governo, não todos claro, mas infelizmente a maioria. Por exemplo, chegue numa repartição pública, vão encontrar todos esperando a decisão de um chefe.

  2. Pé no Saco disse:

    Quando os sem terras tiverem invadindo terras fazendo barreiras nas BRs será legalizadas.

  3. Zezim da Jega Amojada disse:

    Esse “ilegítima”, assim, entre aspas expõe o seu caráter e o seu posicionamento irresponsável.
    Qual é a reivindicação dos baderneiros? Preço do diesel, melhores condições de trabalho, preço do frete, condições das rodovias?
    Estes sim, seriam motivos para um movimento legítimo.
    Porém, longe disso, questionam a lisura do processo eleitoral e o resultado ultrajante imposto ao ex-Capitão nas urnas.

    Molecagem e irresponsabilidade enxergar esse movimento de outras formas que não essas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.