Mais um ex-prefeito de Carnaubeira da Penha (PE) é processado pelo MPF por improbidade administrativa

1

improbidadeadministrativaMais um ex-prefeito de Carnaubeira da Penha, no Sertão do estado, cai na malha fina do Ministério Público Federal (MPF). O órgão em Serra Talhada e Salgueiro, também no Sertão, ajuizou uma ação de improbidade administrativa contra Manoel José da Silva.

Na ação, a procuradora da República Silvia Regina Pontes Lopes argumenta que houve “má administração de recursos públicos federais transferidos ao município pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, no valor de R$ 122,4 mil oriundos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti), em 2008”.

Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU), encaminhado ao MPF, constatou que Manoel José da Silva efetuou transferências da conta do Peti, totalizando R$ 16,2 mil, sem apresentar qualquer justificativa de emprego do valor. Além disso, o relatório também apontou que a prefeitura de Carnaubeira da Penha realizou, nos anos de 2008 e 2009, despesa de R$ 47,8 mil com locação de veículos, paga com recursos do Peti.

Conforme consta na ação do MPF, os atos de improbidade administrativa cometidos pelo ex-prefeito geraram enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário. Caso seja condenado pela Justiça Federal, Manoel José estará sujeito às penas de perda de bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, ressarcimento integral do dano, perda de função pública, suspensão dos direitos políticos por até 10 anos, proibição de contratar com o poder público e pagamento de multa. Outro ex-prefeito de Carnaubeira, Tadeu Novais, também já tinha sido condenado pelo MPF pelo mesmo motivo. As informações são da assessoria.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome