Lutando contra leucemia, servidora pública de Petrolina procura doadores de medula óssea

2

A servidora pública Denise Nancy Dantas Gomes mora em Petrolina. Ela tem 56 anos, é casada, possui duas filhas e iniciou uma batalha pela vida.

Há um ano e meio Denise foi diagnosticada com leucemia mieloide aguda e fez transplante de medula óssea, recebida de seu irmão. No entanto, após um ano do transplante, a doença voltou. Dessa forma ela iniciou essa campanha para que mais pessoas possam se tornar doadoras de medula, tendo a possibilidade de salvar uma vida, que pode ser a dela.

A própria Denise ressalta, por meio do WhatsApp, que a doação não é de sangue, mas de medula óssea. Os doadores em potencial devem ter entre 18 e 55 anos de idade, cujos nomes vão para um cadastro nacional e mundial. Uma amostra do sangue do voluntário é colhida e analisada para identificar os caracteres necessários para se tornar um doador de medula. Caso seja detectado alguém no país ou em alguma parte do mundo com a mesma compatibilidade, essa pessoa será convidada para doar a medula. “Vou dizer uma coisa a vocês. Você pode não ser compatível comigo, mas se for doador você estará ajudando a salvar a vida de alguém”, afirmou.

Os interessados em ajudar Denise podem procurar a sede do Hemope, em Petrolina, localizada à Rua Dr.Pacífico da Luz, Centro da cidade. O telefone para contato é o (87) 3866-6601. Quem mora em Juazeiro (BA), também pode ir até o Hemoba, na Rua Joaquim Bispo dos Santos, s/n°, Bairro Santo Antonio, por trás do Hospital Regional (HRJ). O contato é o (74) 3611-7532.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome