Lula: Mais 4 anos para Eduardo

por Carlos Britto // 14 de fevereiro de 2009 às 15:24

Se depender do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), as pretensões do governador Eduardo Campos (PSB) de se lançar em um vôo nacional serão adiadas para 2014. Lula revelou, ontem, que não pretende convidar o fiel aliado para ser candidato à vice-presidente na chapa à sua sucessão, que provavelmente será encabeçada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT). “Os adversários do Eduardo têm que se preparar que o Eduardo vai ter mais quatro anos no governo”, afirmou o presidente, destacando que Eduardo não conseguirá deixar sua marca no Estado em apenas quatro anos de gestão. O presidente também anunciou a função que o ex-prefeito João Paulo (PT) terá no seu governo. O ex-gestor prestará uma espécie de consultoria a prefeitos novatos em todo o País. Nesta entrevista, concedida no Marco Zero, após conhecer a primeira fazenda marítima de peixes Beijupirá do Brasil, Lula também classificou como “absurda” a tentativa da oposição de impedir Dilma de viajar o País inaugurando obras do PAC sob o argumento de a ministra está antecipando a corrida eleitoral.

Eduardo Campos
Os adversários do Eduardo têm que se preparar que o Eduardo vai ter mais quatro anos no governo. Sabe o que acontece? Eu acho que tem uma obra a ser construída por esses meninos que assumiram o governo em 2006, ou seja, tudo que nós estamos fazendo pelo Brasil afora vai começar a ganhar impulso mesmo a partir de agora. Então eu acho que o Eduardo não vai conseguir realizar uma obra de transformação em Pernambuco em apenas quatro anos. Por isso, sabe, eu acho que ele vai ter muito tempo aqui. Agora, obviamente que o Eduardo é presidente (nacional) de um partido (o PSB), um quadro político como poucos no Brasil. Ele pode dar o salto que ele quiser dar, e eu acho que nós somos tão parceiros que todos saltos nós daremos juntos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *