Luciano Duque diz que pode ir com PSB, mas prefere candidatura própria

por Carlos Britto // 07 de dezembro de 2021 às 16:00

Foto: Cortesia

O ex-prefeito de Serra Talhada (PE), no Sertão do Pajeú, Luciano Duque (PT), admitiu, em entrevista ao Programa Painel 100,7, com Carlos Britto, na rádio Grande Rio FM, nesta terça-feira (7), que pode, sim, compor a chapa para a disputa pelo Governo de Pernambuco nas eleições de 2022, mas não escondeu o fato de que deseja a candidatura própria.

Em entrevistas passadas, o ex-deputado Odacy Amorim (PT) já havia sinalizado o nome de Duque para compor a cabeça de chapa, por ser um nome forte que pode representar o Sertão. “Defendo um nome do Interior. Acho Duque um nome viável para um projeto deste. Se o PT colocar alguém da Região Metropolitana, não sei se o eleitor do Interior vai acompanhar isso”, disse.

Duque contou que inicialmente uma pré-candidatura a deputado federal foi cogitada. “Quando fomos provocados a colocar um projeto de candidatura, a princípio algumas pessoas do Partido dos Trabalhadores acharam que eu poderia sair pré-candidato a deputado federal, e eu compreendi que dentro daquilo que eu poderia ajudar a minha região e todo Sertão, eu deveria primeiro sair para deputado estadual. Nós começamos a percorrer o Vale do São Francisco dialogando e compreendendo quais são as potencialidades e problemas da região”, destacou.

Questionado sobre o projeto de candidatura própria, Duque afirmou que seu posicionamento é de defendê-la, mas espera os próximos passos do PT. “Olha, eu sempre fui um defensor da candidatura própria do Partido. Na eleição passada defendemos o nome da companheira Marília Arraes e continuo com a mesma posição, mesmo compreendendo o projeto nacional do PT, de Lula, mas isso não significa que devemos deixar os nossos ideais. Se mais para frente houver uma imposição, aí vamos avaliar”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.