Lucas Ramos vê “prejuízos gravíssimos” para petrolinenses na disputa judicial entre prefeitura e Compesa, e volta a defender diálogo

por Carlos Britto // 16 de dezembro de 2018 às 12:34

Foto: Blog do Carlos Britto/arquivo

Mesmo aliado do governador reeleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), o deputado estadual Lucas Ramos (PSB) – também reeleito – reconhece ser “inadmissível” a situação dos petrolinenses em relação aos problemas de falta d’água no município. Segundo o parlamentar, a capacidade de atendimento da concessionária responsável pelo setor, a Compesa, tem recebido os investimentos necessários, mas até o momento se mostram insuficientes. Apesar de admitir isso e de destacar também os esforços da Companhia em combater ligações clandestinas em Petrolina, ou de ressaltar o plano de investimentos da empresa para regularizar o serviço, Lucas discorda do posicionamento do prefeito Miguel Coelho (PSB), que pretende banir a Compesa do município.

“Não há apatia ou falta de preocupação por parte do governo do Estado com os petrolinenses, muito pelo contrário. O momento agora é de canalizarmos esforços, destinarmos mais recursos ainda para que possamos fazer os investimentos necessários e esperados pelo povo petrolinense. E nós estaremos firmes na cobrança de que isso aconteça no menor tempo possível”, declarou.

Sobre o recente posicionamento de Miguel, de que “expulsará” a Compesa de Petrolina até o Carnaval de 2019, Lucas frisou que essa questão passou a ser jurídica, e não é de hoje. “Vem desde a gestão passada,  do ex-prefeito Julio Lossio, e começou ainda na segunda gestão do ex-prefeito Fernando Bezerra Coelho, quando criou a Companhia Municipal de Águas, mas após Odacy Amorim assumir a prefeitura (em 2007), ele (Odacy) fez o caminho contrário. Ele renovou a concessão de água para que a Compesa pudesse operar”, destacou.

Nesse contexto Lucas reforçou que o empréstimo de R$ 38 milhões obtido pela Compesa e aprovado junto ao Ministério das Cidades para a conclusão do esgotamento sanitário da Bacia do Bairro Dom Avelar, não será liberado. A menos, segundo ele, que a Companhia tenha uma segurança jurídica de que irá operar o serviço de água e esgoto em Petrolina.  Ressaltando que esse confronto judicial travado pela prefeitura com a Compesa tem trazido “prejuízos gravíssimos” à população, Lucas voltou a defender que as duas partes voltem a dialogar, como fez Odacy, e tratar da renovação da concessão “definindo novos critérios de atendimento e desempenho”.

Indenização

Lucas deixou claro também que todo contrato de concessão pode ser revogado a qualquer momento, desde que indenizada a parte prejudicada, ou seja, a Compesa. “No caso, eu me pergunto como o município de Petrolina indenizará a Compesa no que diz respeito, por exemplo, a investimentos em tubulação, de sistemas de tratamento de água e esgoto, e que, a partir do momento em que municipalizar o serviço, essa infraestrutura continuará de propriedade da Compesa, e não da prefeitura. Será que o contribuinte petrolinense mais uma vez será obrigado a arcar com os maus feitos da política? Essa é uma pergunta que o prefeito Miguel Coelho terá de responder”, finalizou.

Lucas Ramos vê “prejuízos gravíssimos” para petrolinenses na disputa judicial entre prefeitura e Compesa, e volta a defender diálogo

  1. Papo Reto disse:

    O Prefeito não precisa explicar! Eu explico!

    O que está enterrado em solo Petrolinense é dos petrolineses!

    A bem público desapropria-se

    A justiça é quem decide.

    A Compesa não pode se apegar a esses fatos para prestar um mal serviço impunemente.

    Apoio a saída da Compesa e se preciso aceito os sacrifícios.

    Lucas, eu te admirava, agora sinto pena. Chegou ao ponto de apelar para o terrorismo! Colocando caraminholas na cabeça do povo para defender os interesses desse crápula do Paulo Câmara! 2020 é logo ali.

  2. Eduardo disse:

    Prejuízo é coisa que esse cidadão não sabe, vive em apartamento de luxo em Recife e aqui em Petrolina, queria ver esse rpz sofrendo os desmandos da compesa pra ele vir falar em prejuízo!

  3. Pedrão disse:

    Eu gostaria mesmo de saber a respeito do COMPAZ, que foi foi prometido antes das eleições. VAI OU NAO SAIR DO PAPEL?

  4. Petrolinense disse:

    Lucas ramos.. Fique pronto lado aí do Araripe mesmo, que aqui vc não encontra guarida.

  5. fabricia granja disse:

    Será que o Dep.conhece os problemas de Petrolina????… Só vem aqui como visita ou para passear.

  6. PEDRO CALDAS disse:

    DEPUTADO LUCAS RAMOS QUEM TEM QUE PAGAR ALGUMA COISA AQUI É A COMPESA. NÃO EXISTE UM BAIRRO DE PETROLINA SANEADO PELA COMPESA. TODOS OU FORAM A PREFEITURA OU A INICIATIVA PRIVADA NOS CASOS DE LOTEAMENTOS E CONDOMÍNIOS. OS ÚLTIMOS INVESTIMENTOS DE MAIS DE 65 MILHÕES NA BACIA CENTRAL DA CIDADE FORAM RECURSOS DA CODEVASF QUE O SENADOR FERNANDO BEZERRA DESTINOU NO GOVERNO DILMA. OS QUASE 5 MILHÕES DO SANEAMENTO DA BACIA JATOBÁ E IDALINO FORAM RECURSOS QUE O SENADOR FERNANDO BEZERRA E O ENTÃO DEPUTADO ESTADUAL MIGUEL COELHO ALOCARAM TRANSFERINDO DA CODEVASF PARA A COMPESA EXECUTAR. PREFIRO FICAR COM MIGUEL E MANDAR DE VOLTA A COMPESA PARA RECIFE DO QUE FICAR COM O SENHOR QUE DEFENDE OS PÉSSIMOS SERVIÇOS DA COMPESA EM PETROLINA. E DIGO MAIS. ODACY AMORIM ERROU QUANDO RENOVOU A CONCESSÃO DO SISTEMA DE ÁGUA E ESGOTOS DE PETROLINA COM A COMPESA. NADA DO QUE ESTAVA NO ACORDO FOI CUMPRIDO PELO GOVERNO DE PERNAMBUCO ATRAVÉS DA COMPESA. DEPUTADO NÃO SEI SE O SENHOR SABE MAIS SÃO ARRECADADOS CERCA DE 9 MILHÕES MÊS PELA COMPESA E DIZER QUE NÃO HÁ RECURSOS PARA INVESTIR NA CIDADE? DEPUTADO PÕE A MÃO NA CONSCIÊNCIA E FIQUE DO LADO DO PETROLINENSE QUE SOFRE COM INÉRCIA DO SEU GOVERNADOR ATRAVÉS DA COMPESA.

  7. PEDRO CALDAS disse:

    ACRESCENTANDO DEPUTADO LUCAS RAMOS OS 38 MILHÕES ESTÃO DISPONÍVEL PELA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PARA QUE A COMPESA EXECUTE A CONCLUSÃO DA BACIA DOM AVELAR E ANTONIO CASSIMIRO. SE HÁ INSEGURANÇA JURÍDICA PARA EXECUTAR A OBRA, ENTÃO PEÇA PARA A COMPESA DEIXAR DE COBRAR AS TAXAS DE ÁGUA E ESGOTO DO PETROLINENSE. E APROVEITA PEDE TAMBÉM PARA A COMPESA PAGAR OS MILHÕES QUE ELA DEVE AO MUNICÍPIO.

  8. Edilberto disse:

    A minha opinião é independente desse ou aquele político, esse conflito que a prefeitura vem criando na disputa do fornecimento de água no município de Petrolina não beneficia o consumidor final em nada. Com o conhecimento e estrutura logistica que a Compesa tem do sistema de distribuição de água e esgoto na cidade, se não está sendo o melhor serviço, imaginem uma empresa que vai começar agora! A prefeitura precisa somar com a Compesa e não dividir, para que juntos possam prestar um serviço de melhor qualidade.

  9. marcius disse:

    Puxa saco de Paulo poste

  10. Amigo de Petrolina disse:

    Paulo Câmara mentiu para a população na eleição e ele ficou calado, não fez nada por Petrolina e ainda quer dar uma de que se preocupa com a cidade?

    Volta pra Recife Lucas.

  11. Amaral disse:

    Boa chance do deputado ai dialogar com a compesa e mostrar o valor dele

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *