Lucas Ramos e seu caminho nas eleições de Petrolina

por Carlos Britto // 20 de março de 2024 às 15:00

Foto: Reprodução/arquivo

Focado em seu primeiro mandato na Câmara dos Deputados, Lucas Ramos (PSB) vem se mantendo distante e silencioso quanto à movimentação política de Petrolina para as Eleições 2024. Mas essa postura do socialista não é difícil de entender.

Lucas não esconde sua disposição em disputar a prefeitura de uma das mais importantes cidades de Pernambuco. O problema é que seu partido anda, atualmente, de braços e abraços com o ex-prefeito Miguel Coelho (UB) – de quem o parlamentar é um desafeto político na cidade.

Licenciado da Assembleia Legislativa (Alepe), o deputado Antonio Coelho (UB), irmão de Miguel, ocupa atualmente o cargo de secretário de Turismo na Prefeitura do Recife, que tem à frente João Campos, uma das principais lideranças socialista no Estado. Evidentemente essa articulação do PSB com o grupo de Miguel vai se refletir no apoio ao atual prefeito de Petrolina e pré-candidato à reeleição, Simão Durando (UB).

Ou seja, para Lucas só cabem dois caminhos: ficar no palanque do seu desafeto ou migrar para outra legenda. No momento certo, ele vai se pronunciar. E será surpresa apenas se Lucas permanecer no PSB.

Lucas Ramos e seu caminho nas eleições de Petrolina

  1. Sábia disse:

    Muito bom candidato, pode trazer grandes obras igual ao COMPAZ que ele trouxe para Petrolina. Já deve estar funcionando né, que ele prometeu há mais de 5 anos.

  2. Sempre Juazeiro disse:

    Srs leitores eleitores de Petrolina. No meu humilde entender, acho que o político partidário, tem que se posicionar, óbvio, que fica bem fácil pra quem está de fora, fazer qualquer juízo de valor. Mas, homem público, tem que manter os seus eleitores/seguidores, sociedade Petrolinense como um todo, informados dos seus posicionamento, até pelo fato de ser empregado do povo e, ao próprio, tem que lhes dá satisfação, solicitar sugestões, mesmo sabendo que decisão é dele. Se ele se sente traído, por membros partidário, faça analise do ocorrido, mantenha contato com família, correligionários/amigos, depois, atitude, ficar esperando poeira baixar, não dá, ter que se posicionar, depois poderá ser tarde. Se por ventura, pois, na política partidária, tudo pode acontecer, até mesmo nada, mas, assim, se lá atrás, ofertou alguns equívocos e, no momento, está tendo retorno de algum posicionamento, demorou de agir.

  3. Antônio Marreco disse:

    Pergunta que não quer calar: Petrolina merece ser conduzida por ‘pau mandado’ de outros políticos, que fazem da prefeitura fonte de tudo, inclusive, de meio de subsistência política?

  4. Jose disse:

    Pergunta que não quer calar: O que Lucas Ramos faz em Petrolin de obras.
    Cidade não tem um hospital geral que seja estadual.
    Hospital da mulher prometido por Paulo Câmara até hoje nada.
    Escola técnica Estadual Petrolina também não tem.

    Vamos as obras, sem falácias…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Ciclo da extorsão isso sim, bebidas superfaturadas, espaços superfaturados, atrações superfaturadas, até o estacionamento custa os olhos da cara, numa…