Livro de Evaldo Costa e Gilson Oliveira passeia por histórias pessoais e da imprensa pernambucana

0

Com 21 entrevistas, “Palavra de jornalista” – livro de Evaldo Costa e Gílson Oliveira – foi lançado na última sexta-feira (21) durante a 4ª Feira Nordestina do Livro (Fenelivro), encerrada ontem (23) no Centro de Convenções de Pernambuco. A obra mostra, entre outras coisas, o impacto da ditadura militar na profissão, na apuração dos fatos durante aquele período, e como era o fazer jornalístico nos anos 40, 50 e 60.

O livro, que faz parte do Projeto “Memória Viva da Imprensa de Pernambuco”, traz depoimentos de Francisco José, Vera Ferraz, Raimundo Carrero, Geraldo Freire, Carlos Garcia, Ronildo Maia Leite, Aldo Paes Barreto, Abdias Moura, Lenivaldo Aragão, Homero Fonseca, Ivanildo Sampaio, Eduardo Ferreira, Fernando Menezes, Zezito Maciel, Ricardo Leitão, Ivan Maurício, José do Patrocínio, Olbiano Silveira, Divane Carvalho, Alexandrino Rocha e Aluízio Falcão.

Com 471 páginas e mais de 150 fotografias, a publicação foi editada inicialmente em 2006, passando por um processo de revisão e atualização, uma vez que, dos 21 entrevistados iniciais, 16 estão vivos, em plena atividade – inclusive lançando livros. A novidade da segunda edição é a entrevista com o jornalista e escritor Raimundo Carrero, em homenagem aos seus 70 anos. As informações são da assessoria da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe).

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome