Livro da filha de Luiz Carlos Prestes aborda os últimos anos da vida do comunista

3

Anita Prestes“Nenhum dirigente comunista da América Latina teve uma vida tão trágica e portentosa quanto Luiz Carlos Prestes”. A frase de Pablo Neruda resume, em poucas linhas, a importância desse líder político para o Brasil e para a América. Luís Carlos Prestes lutou, ao lado do Partido Comunista Brasileiro (PCB), pelas transformações sociais. Para os historiadores, um combatente que simbolizou a esperança de muitas classes.

A história do comunista é mostrada em vários livros de autoria de sua própria filha, Anita Leocádia Prestes. A historiadora e professora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) está em Petrolina para o lançamento do livro “Luiz Carlos Prestes: o combate por um partido revolucionário”. A obra apresenta os últimos anos da vida do líder político, entre 1958 e 1990.

“Esse livro é o ponto final de todo um processo de pesquisa da vida de Luiz Carlos Prestes. A obra aborda os 32 anos finais da vida dele, sua atividade política de 1958 a 1990, quando ele vem a falecer. Foi um trabalho de vários anos de pesquisa, em que utilizei uma quantidade variada de documentos, como depoimentos de Prestes nos anos 80, arquivos nacionais e estrangeiros, além de documentos do PCB”, explica.

O livro aborda a trajetória de Luiz Carlos Prestes no PCB e seu rompimento com o partido. Para a escritora, a história dos dois está intimamente ligada. “Não há como separar a história do PCB da vida de Prestes, e vice-versa. Ele foi secretário geral do partido durante 40 anos, são duas histórias muito interligadas”, afirma.

Democratização da história

Anita Leocádia é presidente do Instituto Luiz Carlos Prestes (ILCP), que tem como objetivo contribuir tanto para a preservação do acervo documental relacionado a Prestes e a Olga Benário Prestes quanto para a pesquisa do seu legado histórico. O ILCP é um centro de pesquisa, de divulgação e de debate dos problemas relacionados com a luta por uma perspectiva socialista para o Brasil e a América Latina.

Segundo Anita, é preciso democratizar a leitura e esclarecer vários aspectos da vida de Prestes. “A vida de Prestes é pouco conhecida e muito deturpada pelos donos do poder. Uma das minhas preocupações é mostrar a realidade, desmistificar, desmentir essas falsificações, que são bastante frequentes. O livro tem essa característica”, declara.

O lançamento do livro já foi realizado em várias cidades brasileiras, sete delas no Nordeste. “Petrolina é a oitava cidade nordestina que visitamos. Em todos os lugares, sempre fomos bem recepcionados, os lançamentos são sempre concorridos e o público é bastante numeroso, vai desde estudantes a trabalhadores e integrantes do Movimento Sem Terra (MST)”, diz.

Quem quiser adquirir o livro pode acessar o site da editora Expressão Popular ou fazer o pedido através do e-mail expressaopopularsertao@gmail.com. O livro também será apresentado amanhã (1º/5) durante uma plenária da classe trabalhadora com a participação dos Movimentos dos Pequenos Agricultores (MPA), dos Atingidos por Barragens (MAB), MST, entre outros. O evento acontecerá no auditório do campus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina, às 10h.

3 COMENTÁRIOS

  1. NÃO VEJO NEM UMA BELEZA NO COMUNISMO E ISSO O PRÓPRIO SISTEMA JÁ PROVOU……É VIOLENTO, AUTORITÁRIO, REPREENSIVO E SANGUINÁRIO…………….QUEM VER COM BONS OLHOS CUBA. COREIA DO NORTE(PENSE EM UM COMUNISMO PATÉTICO!!!!) E A CHINA DEVERIA FAZER UMA MUDANÇA DE VIDA PARA OS MESMOS E PARAREM DE RECLAMAREM DA DEMOCRACIA…………………………………..QUANTO AO LIVRO DA FILHA DE PRESTE,POSSO ATÉ LER,PARA VER A VISÃO DA FILHA PARA COM O PAÍ………O QUE ELE QUERIA IMPLANTAR NO BRASIL NÃO TINHA NADA DE BELO…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….COMUNISMO-SISTEMA MORTO E ENTERRADO PELO POVO, JUNTO COM SEUS HERÓIS.

  2. O filosofo e sociólogo francês Augusto comte, criador da doutriana positivista tem brilhado em Petrolina. O brasileiro Luiz Carlos Prestes, foi lembrado pela filha Anita Leocádia Prestes, que fez o lançamento do seu livro, Que conta a história política desse líder. Com certeza ela analizou as fontes historicas e comprobátoria, as quais lhe propocionou escrever esse documento. O Prestes foi um homem versado no MARXISMO, E deixou para o Brasil que PENSAR DEFERENTE É EXISTIR. A História é um parâmetro que estuda o homem na sociedade. Isso devido Comte,que chegou a conclusão: O homem poderia ser analisado pela Física Social. Quero parabenizar a escritora Anita por esse bonito trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Comentar
Seu nome