Limpeza adequada ainda é melhor arma contra escorpiões, alerta Prefeitura de Juazeiro

por Carlos Britto // 14 de setembro de 2023 às 12:00

Para evitar a proliferação de escorpiões, algumas medidas simples do dia a dia ainda são a melhor arma dos moradores. Entre elas está a limpeza de terrenos e quintais, evitando acumular entulho. O alerta é da Prefeitura de Juazeiro (BA), reforçando que nessa época do ano, com temperaturas mais elevadas e clima seco, o surgimento de escorpiões é mais frequente.

Esse tipo de animal peçonhento pode causar incidentes graves, principalmente se as vítimas forem pessoas idosas ou crianças. De acordo com o secretário de Meio Ambiente de Juazeiro, Islédio Bandeira, a importância de não acumular entulho e manter a limpeza de terrenos é fundamental, pois escorpiões têm hábitos noturnos e se abrigam em locais escuros e úmidos. “As áreas mais propensas à infestação de escorpiões são aquelas próximas à borda da cidade, em bairros que fazem divisa com áreas de vegetação. O calor extremo faz com que esses animais busquem sombra e água, tornando as casas que margeiam essas áreas as mais afetadas. Terrenos baldios com acúmulo de lixo e vegetação também são locais de risco”, disse Islédio, orientando a população para não jogar restos de entulho e lixo nesses locais, a fim de evitar infestações.

Denúncias

Os moradores podem denunciar a presença de escorpiões em áreas públicas através do WhatsApp da fiscalização ambiental: (74) 3612-3582. Uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaurb) irá até o local para verificar a situação. A Semaurb oferece orientação técnica sobre como lidar com a infestação e como diminuí-la ou até mesmo eliminá-la. A equipe realiza a fiscalização de terrenos baldios, identificando os proprietários e notificando-os para manter a limpeza e evitar problemas.

Prevenção e controle

Os escorpiões são animais peçonhentos que injetam veneno por um ferrão na ponta da cauda. Os ataques a pessoas geralmente ocorre quando há contato com o animal, geralmente na mão ou no pé. Em caso de picada, a pessoa precisa procurar o hospital ou a unidade de saúde mais próxima. Se a vítima for menor de sete anos ou tiver mais de 60, deve ser encaminhada para atendimento de emergência, a fim de receber tratamento específico com soro antiescorpiônico ou antiaracnídico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Últimos Comentários

  1. Um Petrolinense real, assim foi Fernando, pois uns chamado carinhosamente de besourinho. Eu me lembro muito bem do SAMBOSSA, Fernando,…