Lideranças do Podemos decidem não respaldar impeachment de Bolsonaro

por Carlos Britto // 08 de setembro de 2021 às 19:50

Foto: Marcos Corrêa/PR arquivo

Numa nota conjunta divulga à imprensa, as bancadas do Podemos na Câmara dos Deputados e do Senado federal decidiram sair da discussão com outras legendas, nesta quarta-feira (8), sobre a possibilidade de impeachment do presidente da República Jair Bolsonaro. Na nota, as lideranças do Podemos avaliaram, entre outros argumentos, que uma nova crise no atual momento só agravaria ainda mais o cenário político-econômico-administrativo do país.

Confiram:

As bancadas do Podemos na Câmara e Senado, em reunião na manhã desta quarta-feira (8), avaliaram os últimos acontecimentos, e decidiram:

O Podemos seguirá reforçando sua posição de partido independente e de defesa do Brasil, votando no Congresso a favor e contra o Governo, sempre que entender necessário, mantendo-se fiel às suas bandeiras, como o combate à corrupção e o fim do foro privilegiado, e vigilante pela preservação das instituições democráticas, rejeitando toda e qualquer bravata autoritária em todos os poderes;

Essa posição de independência do Podemos inclui um projeto de terceira via para o País, em que o partido tem seus próprios nomes para a disputa presidencial de 2022. Mas também participa do movimento de convergência do centro político, que poderá resultar em um nome de consenso para representar a maioria da sociedade brasileira, ainda indecisa;

Por fim, o Podemos descarta aderir ao movimento de impeachment do Presidente Jair Bolsonaro, por entender que a abertura de uma nova crise política, em meio à pandemia do coronavírus, desemprego e crise econômica, só agravaria o sofrimento das camadas mais vulneráveis, que já vivem em situação de extrema dificuldade.

Portanto, o Podemos trabalha para solucionar os problemas da vida real do brasileiro e pacificar o País, e entende que disputas políticas devem ser resolvidas por meio das urnas, nas eleições de 2022.

Deputada Federal Renata Abreu/presidente nacional do Podemos

Senador Álvaro Dias/líder do Podemos no Senado

Deputado Federal Igor Timo/líder do Podemos na Câmara dos Deputados

Lideranças do Podemos decidem não respaldar impeachment de Bolsonaro

  1. Antonio jose barros disse:

    Ñao é nada disso , o podemos e quais quer partido do sabe que não vai pairar Bolsonaro é sim a população, quem se arrisca?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *